8 de dezembro de 2019 às 21:02
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Times de trabalhadores rurais disputam título da Copa da Reforma Agrária em Pituaçu


Publicado em: 04/12/2019 11:21
Por: Vitor Fernandes Ascom do deputado Valmir Assunção | Foto: Jonas santos


A primeira Copa Estadual da Reforma Agrária vai movimentar o Estádio de Pituaçu, em Salvador, nesta quarta (4) e quinta-feira (5), com equipes de todas as regiões da Bahia. Realizado pela direção do Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o torneio tem entrada gratuita e reúne times masculinos e femininos que disputaram partidas durante sete meses em campos do interior. Incentivador da prática esportiva, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) estará no estádio da capital, com mais de três mil militantes do movimento social de luta pela terra, na quinta, quando acontece os jogos finais.

“Praticar esporte faz bem para a saúde e une pessoas. E o futebol tem muito disso. Essa competição vai reunir em um mesmo local, atletas que sonham em ter uma oportunidade, e eles estarão dividindo os mesmos ideais. Porque, para os sem-terra, toda atividade é também um ato de resistência. E todos prometem levar os gritos de ordem dos protestos e da luta por terra para o Estádio de Pituaçu”, salienta o deputado petista. Assunção ainda aponta que “o futebol sempre foi uma paixão popular” e que é também um “espaço democrático propício para a inclusão dos povos”.

De acordo com o dirigente nacional do MST, Evanildo Costa, a primeira Copa Estadual da Reforma Agrária contará com 20 times de 200 que disputaram durante o ano os torneios regionais. São 10 equipes femininas e 10 masculinas. “A juventude sem-terra mobilizou de norte a sul da Bahia mais de 7 mil trabalhadores rurais para o verdadeiro futebol arte, que é dialogar diretamente com a sociedade sobre a cultura, a vida e a resistência camponesa”, aponta o dirigente do movimento social.

Comentários