16 de fevereiro de 2019 às 14:10
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Suspeitos de matarem Michel de Sá tem prisão preventiva decretada pelo TJ-BA


Publicado em: 13/02/2019 17:49
Por:


O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) determinou a prisão preventiva de Maurício Lucas de Teive e Argollo e Itazil Moreira dos Santos, suspeitos de participarem do assassinato do ex-assessor Michel Batista Santana de Sá em agosto de 2018.

As defesas de Maurício Lucas e Itazil Moreira contestaram o pedido de preventiva feito pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) alegando que os réus são primários, possuem bons antecedentes, ocupação lícita e residência fixa. Contudo, o juiz Antônio Silva Pereira decretou a prisão em razão das circunstâncias do crime que vitimou Michel de Sá e da “alta periculosidade” demonstrada pelos acusados na ação.  Michel foi executado na Avenida Tamburugy e teve seu carro e cartões de crédito roubados.

O CASO
Segundo as investigações, o ex-assessor foi vítima de um golpe, após ter anunciado um veículo de sua propriedade no site de vendas OLX, quando o também suspeito Gabriel Bispo dos Santos iniciou contatos com a vítima e tentou adquirir o veículo, por meio fraudulento, tendo apresentado um comprovante de transferência bancária falso.

Michel, desconfiado da falsidade do depósito consultou o irmão, funcionário de banco, que confirmou a tentativa de golpe e orientou a vítima a não concluir a transferência do veículo. O denunciado Gabriel, sob a alegação de que também estava sendo vítima de fraude, entrou em contato com seu padrasto, Maurício Lucas, solicitando a sua ajuda em virtude do “problema” que havia ocorrido.

Maurício e seu motorista e amigo Itazil se deslocaram até a entrada do Banco do Brasil, localizado no Salvador Shopping, quando foram recebidos por Gabriel, que estava acompanhado de Michel, informando que estavam sendo vítimas de um golpe.

Em seguida, a vítima, na companhia dos três suspeitos, saíram do shopping na direção da delegacia de furtos e roubos de veículos para registrarem o Boletim de Ocorrência. Ocorreu que Maurício alegou estar trajado de forma inadequada e pediu para ser deixado no shopping, o que foi feito. Assim, seguiram à delegacia apenas Gabriel e Michel de Sá.

Os autos narram que Gabriel, de forma ardilosa, informou que tinha que passar no Cabula VI para encontrar um tio, no que foi atendido por Michel. Ao chegar no referido bairro, Gabriel determinou que Michel parasse o veículo e saísse do carro pois, iam esperar seu suposto tio.

Enquanto isso, Gabriel passa uma mensagem para Maurício informando o local onde estava com a vítima. Após 15 minutos, chegaram os denunciados Maurício e Itazil, em um Ford Ka, quando ambos desceram já armados com revólveres calibre 38, rendendo a vítima, fazendo-a de refém.

Michel teve seu HRV-Honda e seus cartões de crédito roubados antes de ser amarrado e amordaçado. Enquanto Maurício e Itazil, armados com revólveres, ficaram de vigília, Gabriel se dirigiu ao Salvador Shopping  para comprar alguns objetos, a exemplo de aparelhos celulares, no cartão da vítima.

Após aplicar os golpes, Gabriel foi encontrar com Maurício e Itazil, quando conduziram a vítima até a Avenida Tamburugy, onde Michael foi empurrado para fora do carro e executado pelos três denunciados.

Comentários