19 de outubro de 2020 às 21:18
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

SOS Escolas de Educação Infantil


Publicado em: 03/10/2020 23:08
Por: Jorge Tadeu Coelho


A Educação Infantil na escola é uma conquista da sociedade. Nos anos iniciais da vida de uma criança são desenvolvidas as bases de como ela será quando adulta. A solução criativa do adulto no enfrentamento de um desafio tem sua raiz no brincar da criança que há nele.

Essa importante ciência faz parte do cotidiano das professoras e professores da Educação Infantil. Deixar as crianças em casa quando os pais voltam a trabalhar é subtrair delas o tempo de desenvolvimento de muitas noções que decorrem da interação com seus iguais.

O aprendizado de que o mundo não gira ao redor do nosso desejo, por exemplo, é algo construído na convivência com os amigos, a qual se realiza na escola.
Decerto, a pandemia é um evento que deixará marcas profundas em nossa existência e na compreensão de que todos nós estamos entrelaçados cotidianamente.

Voltar ao cotidiano de nossas vidas requer cuidados, pois os receios são distintos de família para família. Há famílias que têm parentes que fazem parte do grupo de risco, há outras que se sentem inseguras para o retorno e existem ainda aquelas que precisam que seus filhos retornem à escola.

Diante desse cenário, mães e pais estão ansiosos por informações que lhes transmitam alguma segurança. Portanto, tentarei, aqui, apresentar algumas, na esperança de ajudá-los a encontrar um caminho lúcido e cuidadoso:

1) O Estudo publicado no Journal of American Academy of Pediatrics aponta uma baixa transmissão do vírus por crianças, cerca de 1%. Assim, crianças pequenas não são bons transmissores do vírus;

2) O sistema imunológico baixa com o aumento dos níveis de estresse que estamos vivendo por estarmos em quarentena há cinco meses;

3) As vacinas ainda demorarão e não podemos oferecer à sociedade a solução de continuarmos, nós e as crianças, em confinamento.

VOLTA ÀS AULAS OPTATIVA E RESPONSÁVEL

As escolas particulares de Educação Infantil estão fazendo muitos investimentos em suas infraestruturas prediais, em protocolos, equipamentos, treinamentos com consultores e médicos para deixar o ambiente seguro para receber as crianças presencialmente.

Também temos estudado, por fontes diversas, as experiências daqui e de outros países que passaram por esta situação meses antes que nós.

Ainda assim, a decisão é muito delicada. Frente a uma realidade tão diversa, essa decisão deve caber a cada família, de acordo com sua realidade, e com o acompanhamento da escola pelo poder público, de modo a assegurar o nível necessário de segurança.

Entretanto, no processo de definição da melhor escolha, jamais devemos perder de vista que a Educação Infantil é etapa fundamental do nosso desenvolvimento. Em síntese,  propomos o retorno presencial facultativo, gradativamente e com toda a segurança!

P.S.: Levando em conta todos esses aspectos e as singularidades do universo da escola privada, o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado da Bahia — Sinepe-BA — encomendou a renomados especialistas sanitários um amplo protocolo de segurança com orientações para os colégios privados. Os detalhes podem ser conferidos em
http://www.sinepe-ba.com.br/sinepe-ba/
em PROTOCOLO DE LIMPEZA, SANITIZAÇÃO E DESINFECÇÃO.

 Jorge Tadeu Coelho é Professor e Mestre em Educação pela UNEB.

Comentários