26 de agosto de 2019 às 02:15
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Simões Filho terá candidatura do PT para prefeito com apoio de Valmir Assunção


Publicado em: 15/08/2019 16:39
Por: Vitor Fernandes Ascom do deputado Valmir Assunção | Fotos: Jonas santos


A disputa pela prefeitura de Simões Filho, município da Região Metropolitana de Salvador, já começou a esquentar os bastidores da política na Bahia com o pré-candidato do PT, Cézar Diesel, recebendo apoio do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA). O anúncio da união entre os petistas foi consolidado esta semana após reunião com membros da direção municipal e o parlamentar. “O partido segue em crescimento na Bahia e o apoio a Cézar é justamente mais um passo desse crescimento e da importância de se ter uma gestão que cuide mais do povo. Além de ser um militante que entende o modo petista de governar, Cézar pode criar políticas defendidas pelo partido”, diz Valmir nesta quinta-feira (15). Para o pré-candidato, o apoio do deputado federal é considerado “um passo importante que consolida de vez a pré-candidatura”.

Assunção se comprometeu em fortalecer a candidatura de Cézar Diesel e seu grupo político. “O apoio de Valmir é motivo de orgulho, vem de uma história de militância dentro dos movimentos sociais e de grupos de pessoas menos favorecidas, vistas como marginalizadas na sociedade, das minorias sociais. Outro ponto importante é que Simões filho é conhecido como curral eleitoral de determinado grupo, e o PT tem a tarefa de mudar essa característica. O apoio é importante para mudar a história, defender uma candidatura própria e manter o partido dentro do município de forma independente”, aponta Cézar. Simões Filho é a cidade mais violenta da Bahia e a quarta do Brasil, segundo dados divulgados nacionalmente.

O pré-candidato do PT acredita que isso se deve à falta de políticas sociais e não apenas de segurança pública. Cézar também salienta que pretende mudar essa realidade. “Vi a necessidade de construir um grupo para combater a falta de respeito e de amparo do poder público. A intenção é azeitar a máquina pública, exonerar a folha de pagamento, tirando os funcionários que não tem nenhuma relação com o município, não se preocupar com reeleição e evitar desperdício de recursos. Por exemplo, existem alugueis desnecessários que podem ser cortados para ter verbas e fazer intervenções urgentes na cidade, que tem receita de R$45 milhões. Criar meios para combater a violência ter leitos de UTI no hospital municipal, investir no social, em educação em tempo integral e em esporte, naquilo que melhora a vida das pessoas”, completa.

Comentários