1 de outubro de 2020 às 18:49
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Presidente da Palmares é denunciado ao MPF por racismo


Publicado em: 03/06/2020 20:14
Por: Redação Bahia Municípios Com Agências Foto: Divulgação


As declarações do presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, com teor discriminatório contra integrantes de religiões de matrizes africanas, motivaram a Fundação Educafro a entrar com uma representação no Ministério Público Federal contra o gestor por racismo.

O áudio com os ataques foi divulgado pelo Jornal “O Estado de São Paulo”. Nele, Camargo afirma que “não vai ter nenhum centavo para macumbeiro” enquanto estiver à frente da Fundação e chama negros de “escória”.

“Tem gente vazando informações aqui para a mídia, vazando para uma mãe de santo, uma filha da p… de uma macumbeira, uma tal de mãe Baiana, que ficava aqui infernizando a vida de todo mundo. […] Não vai ter nada para terreiro na Palmares enquanto eu estiver aqui dentro. Nada. Macumbeiro não vai ter nem um centavo”, disse o presidente na gravação, segundo a Educafro.

A entidade aponta que o caso se enquadra em crime de racismo, já que demonstra discriminação ou preconceito por raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. A pena prevista nesses casos é de um a três anos de reclusão, além do pagamento de multa.

Comentários