22 de novembro de 2019 às 00:39
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Parceria viabiliza projeto de estímulo à cultura de paz nas escolas


Publicado em: 21/10/2019 17:41
Por:


Promover a cultura da paz nas unidades de ensino da rede municipal, na região da Liberdade. Esse é o objetivo da parceria estabelecida entre a Prefeitura e o Instituto de Ação Social e Cidadania Mão Amiga. Assinado pelo vice-prefeito Bruno Reis nesta segunda-feira (21), na sede da Organização de Auxílio Fraterno (OAF), o termo de fomento vai permitir o repasse de cerca de R$ 200 mil para a entidade viabilizar a iniciativa.

Conhecido como Núcleo de Promoção da Paz nas Escolas da Liberdade (Nupaz), o projeto a ser desenvolvido pelo instituto vai promover oficinas, pesquisas, fóruns e campanhas para reduzir os índices de violência na comunidade. No período de 12 meses, o Nupaz vai beneficiar mais de 300 crianças e adolescentes, com idades entre sete e 17 anos, matriculados na rede municipal de ensino, contemplando 10 escolas.

Na solenidade, o vice-prefeito Bruno Reis ressaltou a importância da parceria estabelecida com o Instituto Mão Amiga para promover a cultura da paz na região da Liberdade. “Hoje, o problema da violência atinge mais os jovens negros, que moram na periferia de Salvador. Eu tenho certeza de que os recursos serão muito bem empregados no projeto, que vai ajudar a mudar de verdade o destino dos mais de 300 jovens beneficiados pelo Nupaz”, afirmou.

O convênio será executado pela Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ). Titular da pasta, Rogéria Santos destacou a prioridade que a atual gestão dá ao acolhimento de pessoas em situação de vulnerabilidade. “A mesma Prefeitura que se debruça em uma construção grandiosa, como o BRT, de tijolos, com cimento e ferragens, é a que tanto faz para cuidar das suas crianças e adolescentes, das mulheres e da população de rua”, pontuou.

O presidente do Instituto Mão Amiga, Ademir Santos, informou que o Nupaz também pretende elaborar um mapa da violência, a partir das informações levantadas nas escolas da Liberdade. Além do vice-prefeito Bruno Reis e da secretária Rogéria Santos, a solenidade de assinatura do termo de fomento reuniu o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Renildo Barbosa, e o diretor da OAF, Josias Sousa.

Comentários