5 de dezembro de 2020 às 06:14
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

O efeito eleitoral do combate a pandemia na eleição para prefeito de Salvador


Publicado em: 10/08/2020 11:56
Por: Redação Bahia Municípios com Agências Foto: Divulgação


Todos os candidatos do arco de oposição ao prefeito, ligados ao govenador Rui Costa, registraram um desempenho sofrível. Era de se esperar, afinal Bruno Reis, na condição de vice-prefeito, tem um nível de exposição na mídia bem maior que os demais candidatos. Quem mais sofreu com essa falta de exposição na mídia foi, sem dúvida, a candidatura do Pastor Sargento Isidório, que ficou com 13% das intenções de voto em um cenário e em 16% em outro, um patamar inferior ao que ele detinha em outras pesquisas. A performance da Major Denice, candidata do PT, que atingiu 4% das intenções de votos, foi positiva dado que ela é  praticamente desconhecida na cidade. Sua posição junto ao eleitorado deve crescer impulsionada pelo apoio do governador Rui Costa, mas ela se ressente da mesma falta de exposição na mídia, e será necessário um esforço hercúleo para torna-la competitiva faltando pouco mais de dois meses para a realização das eleições.

Aqui vale destacar o quanto é estratégica a posição da candidata do PSB Lídice da Mata, que cravou  11% de intenção de votos, em um dos cenários da pesquisa. Lídice tem um recall muito forte e, embora não seja competitiva como candidata, certamente tem boa possibilidade de transferência de votos.  Vale destacar também que, no cenário sem Lídice, a performance da candidata Olívia Santana é muito significativa e que atinge 7%, mesmo sem qualquer exposição na mídia. A candidatura de Olívia se mostra competitiva e tem condições de crescer em uma cidade de população predominantemente negra. Dos candidatos postos, Olívia Santana parece a mais preparada para polarizar a eleição com Bruno Reis.

Os demais candidatos parecem apenas compor tabela. Cesar Leite, que ficou com 3% das intenções de votos, só teria alguma possibilidade de crescimento se o Presidente Bolsonaro assumisse sua candidatura, o que parece improvável.  Bacelar (2%) e Eleusa Coronel (1%) aparecem apenas para compor tabela e viabilizar uma candidatura futura a deputado estadual ou federal.

No mais surge um aspecto importante: 18% dos entrevistados disseram que votariam branco ou nulo e 12% não souberam, o que significa um espaco aberto para a ampliação das intencões de votos. De todo modo, neste momento, o candidato do Prefeito ACM Neto, Bruno Reis,  é o franco favorito em qualquer cenário. (EP- 10/08/2020).

Comentários