22 de outubro de 2019 às 21:39
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Mundo precisará de 69 milhões de novos professores em 10 anos


Publicado em: 05/10/2019 21:01
Por: Agência Brasil / Foto: Divulgação


Este sábado, 5 de outubro, marca o Dia Mundial dos Professores. O tema desse ano é “Professores Jovens: o Futuro da Profissão”.

Segundo a ONU, para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs, o mundo precisar preencher 69 milhões de vagas para professores até 2030.

Em entrevista à ONU News, a professora Lenize Cardoso da Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo, destacou a importância de atrair cada vez mais jovens para essa profissão.

“Eu acho muito importante que os jovens se interessem por serem professores no futuro porque nós precisamos ter uma geração que pense no conhecimento e que pense em transmitir esse conhecimento. O professor, na realidade, não pode ser conhecedor de tudo. Ele é uma pessoa que tem um conhecimento, que divide, e com o outro ele também aprende. Tem de ser uma troca constante entre professor e aluno. Se os jovens não se interessarem pela profissão de professor, isso é algo muito grave que vai ter consequências futuras.”

Em Nova Iorque, o professor de português na Escola Internacional das Nações Unidas, José Carlos Adão, explicou porque é importante a juventude escolher o ensino.

“Como em tudo nas sociedades, a tecnologia tem evoluído imenso. E, portanto, os jovens, por dominarem cada vez melhor as novas tecnologias, a internet, o vídeo, tudo isso é um fator relevante, que torna muitas vezes as aulas muito mais interessantes para os alunos, porque é o tipo de linguagem que eles já utilizam e que eles dominam.”

Duas gerações

Já a professora Lenize Cardoso disse que professores jovens e com mais experiência devem ser complementares numa educação de qualidade.

“O professor jovem tem a novidade, a força, a busca de querer desenvolver a sua profissão e se atualizar eternamente. Mas o professor maduro tem uma coisa que o jovem não vai ter, que é a questão da experiência, que vai agregar a pesquisa dele ao dia a dia e à sala de aula.”

Comentários