30 de outubro de 2020 às 09:31
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

MP chama “300 do Brasil” de milícia armada e pede fim de acampamento


Publicado em: 13/05/2020 19:45
Por: Redação Bahia Municípios com Agências Imagem: Reprodução / Instagram 300 do Brasil


Líder do grupo 300 do Brasil, Sara Winter, ao centro, com membros do acampamento.

O MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios) entrou com uma ação civil pública na Justiça pedindo o fim do acampamento “300 do Brasil” na capital federal ou em qualquer outra parte do país. O grupo bolsonarista foi chamado de “milícia armada” pelos procuradores, que também pediram urgência na decisão judicial, busca e apreensão, e revista dos integrantes.

A porta-voz do grupo, Sara Geromini, que usa o nome de Sara Winter, é citada como alvo da ação civil pública. O Ministério Público citou ainda que a ativista já admitiu a presença de armas no acampamento bolsonarista. Sara reconheceu em entrevista à BBC Brasil e disse que o armamento serve para “proteção dos próprios membros do acampamento”. O grupo é formado por apoiadores radicais do presidente Jair Bolsonaro e havia arrecadado, até semana passada, mais de R$ 67 mil em uma vaquinha online. Citada pelo MPDFT na ação, a iniciativa já tinha R$ 70.705 em caixa de acordo com os procuradores.

Comentários