21 de outubro de 2020 às 01:16
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Maioria dos candidatos à prefeitura de Salvador revela alta patrimonial


Publicado em: 26/09/2020 18:02
Por: Redação Bahia Municípios com Agências Foto: Divulgação


Segundo dados declarados ao declarados Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cinco dos nove candidatos a prefeitura de salvador tiveram seu patrimônio aumentado desde última eleição. Entre os bens declarados pelos candidatos temos apartamentos, casas de praia, aplicações financeiras além de carros e cartas de crédito.

O empresário Celsinho Cotrim (PROS) teve o maior acréscimo patrimonial entre os anos de 2018, quando concorreu ao Senado, e 2020. O valor saltou de R$ 285.195,79 para R$ 2.181.00. Na lista de bens, Celsinho revela possuir um Land Rover avaliado em R$ 161 mil, um apartamento no edifício Marte, no Corredor da Vitória, de R$ 500 mil, além de uma casa em Interlagos, declarada em cerca de R$ 1,5 milhão e um terreno em Mata de São João, avaliado em R$ 70 mil.

A deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) é o segundo nome que mais conseguiu aumentar o patrimônio nos últimos anos. Em 2018, quando concorreu a uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), a parlamentar declarou um valor total de R$ 411.425. Agora, a comunista possui um patrimônio de R$ R$564.434,14; aumento de 37%. Desta vez, Olívia declarou uma caderneta de poupança no Banco do Brasil com R$60,91; apartamento na Av. Cardeal da Silva, Federação, no valor de $125.000; depósito em conta corrente na Caixa de R$2.979,36; um Fox 1.0 2014 avaliado em R$34.879,70; caderneta de poupança no Banco do Brasil com R$363,92; depósito em conta corrente no Banco do Brasil de R$1.150,25; e um apartamento no Rio Vermelho avaliado em R$400.000.

Em seguida, Bruno Reis (DEM) aumentou seu patrimônio nos últimos quatro anos, quando disputou a prefeitura ao lado de ACM Neto (DEM), em 29,5%. O valor total de bens do democrata saltou de R$ 719.288,92 em 2016 para R$ R$931.514,59. O candidato declarou ao TSE R$96,04 no Bradesco; R$316.800 quotas ou quinhões em capital; além de R$614.618,55 acumulados na previdência da AL-BA, quando atuou como deputado estadual por dois mandatos.

O socialista Hilton Coelho (PSOL) é o quarto candidato que viu seu patrimônio valorizar ao longo dos anos. De 2018 para cá, o deputado estadual aumentou o valor dos bens em 23,5%. Segundo o que declarou na plataforma, o valor passou de R$ 103.000 para 127.287,80. Agora, Hilton declara um apartamento em Stella Maris no valor de R$78.987,80; um carro Fox 1.0 2014 avaliado em R$10.800,00; além de uma casa em Itacaranha, Subúrbio de Salvador, no valor de R$37.500.

O último candidato à prefeitura de Salvador que conseguiu aumentar seu patrimônio desde o último cargo que disputou é o deputado federal Bacelar (Podemos). O acréscimo tímido do parlamentar foi de 3,5%. De R$ 413.246,77 em 2018, o patrimônio passou para R$ 427.797,94. O deputado federal declarou R$ 58.471,66 num consórcio do Itaú; R$ 100 em quotas ou quinhões na empresa 2JC Consultoria; depósito de R$ 3.279,01 no Banco do Brasil; R$ 8.867,27 em consórcio na Caixa; e R$180.000 em dinheiro em espécie.

Redução de patrimônio

Os candidatos Cézar Leite (PRTB) e Pastor Sargento Isidório (Avante) foram na contramão dos adversários. Desde a última disputa a um cargo público, os dois postulantes reduziram o valor total de seus respectivos patrimônios. Enquanto o bolsonarista sofreu uma redução em seu patrimônio em 42% desde que concorreu à Câmara Federal em 2018, o candidato da base de Rui Costa (PT) reduziu o valor dos seus bens em 36%. O patrimônio de Cézar Leite caiu de R$ 867.073,36 para 04.332,77; os bens de Isidório foram de R$ 400.852,64 para 258.000,10.

O médico conservador declarou cotas na empresa Teledoctor Soluções em Telemedicina no valor de R$24.440; R$111.965 em ações da PINE-4 e HBOR3 na Corretora Rico; R$ 61.872 em ações da PINE$ e VIVR3; carta de crédito no Consórcio de Imóveis da Porto Seguro em R$ 289.108,59; R$ 15.447,18 em conta do Banco do Brasil; e  R$1.500 em cotas da empresa Ferreira Leite Serviços de Saúde.

Já o pastor evangélico declarou R$52.500 em dinheiro em espécie; R$110.000 numa casa em Menino Jesus; R$0,10 em caderneta de poupança no Bradesco; uma Topic avaliada em R$38.500; um Fiat Uno 2014 no valor de R$17.000; além de uma pickup S10 2012 avaliada em R$ 40.000

A candidata do PT à prefeitura de Salvador, major Denice Santiago, nunca disputou uma eleição. Postulante estreante, a policial declarou um patrimônio no valor total de R$ 525.193,60. Segundo TSE, o valor está distribuído como R$ 9.304,48 em conta corrente; R$113.940,13 em aplicação de renda fixa; um apartamento na Rua Silveira Martins avaliado em R$230.000; outro apartamento no Cabula no valor de R$170.000; além de caderneta de poupança no Banco do Brasil no valor de R$1.948,99.

Comentários