5 de dezembro de 2020 às 06:18
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Justiça reconhece inegibilidade de Moacyr Leite e indefere sua candidatura a prefeito


Publicado em: 19/10/2020 19:33
Por: Vitor Fernandes Ascom do deputado Valmir Assunção | Foto: Divulgação


O candidato à reeleição para prefeito de Uruçuca, no sul da Bahia, Moacyr Leite (DEM), teve candidatura indeferida após a justiça eleitoral reconhecer sua inegibilidade. A sentença do juiz Daniel Álvaro Ramos, da 198ª zona eleitoral, foi proferida no último sábado (17) e divulgada amplamente no domingo (18). A decisão foi em cima do pedido de impugnação dos candidatos a vereador Léo Moreira (PT) e Romeu Argolo (PT).

A impugnação considerou que Moacyr já foi condenado por improbidade administrativa pelo Tribunal Regional da 1ª Região (ação de improbidade administrativa nº. 2005.33.01.002122- 4) e teve rejeição das contas referentes ao exercício financeiro de 2010, quando exercia o cargo de prefeito, por decisão irrecorrível proferida pela Câmara Municipal, mantendo-se o parecer do TCM-BA.

“É uma decisão importante e que traz a verdade à tona. Moacyr nunca teve condições de se candidatar. Ele é ficha suja, foi condenado e isso deve ser considerado. Inúmeras notícias falsas foram disseminadas, mas a justiça foi feita”, salienta Léo Moreira, que é do coletivo ‘Quilombo’ e da tendência Esquerda Popular Socialista (EPS).

Representante da EPS da Bahia, no Congresso Nacional, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) também comentou sobre a decisão judicial. Ele defendeu o nome da ex-prefeita Fernanda Silva (PT) para o pleito em Uruçuca no dia 15 de novembro e disse que a justiça precisa estar atenta para esses tipos de caso.

“O povo sabe que quem cuida dele é o PT. Então, essa decisão só potencializa essa premissa. Fernanda é ficha limpa, jovem representante do partido e tem serviços prestados. É importante termos uma líder política forte para reconstruir Uruçuca a partir de janeiro de 2021”, aponta Assunção.

Em suas redes sociais, a candidata Fernanda Silva disse que sua candidatura foi deferida e homologada e que vai enfrentar o retrocesso que foi a gestão de Moacyr nas urnas. “Recebi com alegria a sentença homologando a nossa candidatura. Foram anos de mentiras a meu respeito. Fui acusada de forma difamatória de ser ficha suja. Hoje os que me acusaram tentam encontrar argumentos para justificar que na verdade ficha suja é o político incompetente que eles defendem”, completa.
Leia a setença no link, abaixo:

https://www.pdfescape.com/open/?38B8817A55CB26696A5925BA4EDA46CD85D7F6FAC1A3B8ED

Comentários