23 de setembro de 2019 às 15:00
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Homenagens marcam missa de dois anos da tragédia Cavalo Marinho I


Publicado em: 25/08/2019 10:28
Por: Luan Borges | Foto: Felipe Iruatã | Ag A TARDE


Familiares e amigos das vítimas do acidente com a embarcação Cavalo Marinho I se reuniram na Igreja Sagrado Coração de Jesus, em Mar Grande, para uma missa em memória aos dois anos da tragédia, neste sábado, 24.

O encontro foi marcado por homenagens às 19 pessoas que morreram após a lancha que transportava 116 passageiros virar. Umas delas, foi Laís Andrade, que tinha 20 anos, sua mãe Ana Cláudia, de 47 anos, conversou com a reportagem do Jornal A Tarde e relembrou o momento em que recebeu a triste notícia.

“Imediatamente senti uma dor no peito e não quis acreditar. Meu mundo desabou e havia esperança da minha filha estar viva. Mas não demorou muito e a ficha começou a cair, Laís era uma menina muito boa e sempre me avisava quando terminava a travessia e chegava em Salvador”, comentou ela.

Mãe de vítima conta com apoio de familiares e amigos
Mãe de vítima conta com apoio de familiares e amigos

Durante a missa, Ana Cláudia, outros parentes e amigos das vítimas se solidarizaram através de abraços. Rosas brancas foram entregues aos pés do altar em memória dos que faleceram. A mãe de Laís, ao colocar a rosa junto à imagem de Jesus Cristo, precisou ser amparada por parentes. Para ela, “é um momento de muita dor. Relembrar a morte de um pedaço da gente todos os dias é um sacrifício”, acrescentou.

Rosas brancas foram jogadas ao mar após a missa
Rosas brancas foram jogadas ao mar após a missa

Ao final da missa, as pessoas se encaminharam ao local onde as vítimas embarcaram no dia 24 de agosto de 2017, no Terminal Marítimo de Mar Grande, para jogar rosas no mar.

Comentários