7 de dezembro de 2019 às 00:27
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Feira literária movimenta economia de Canudos


Publicado em: 24/11/2019 21:03
Por: Assessoria de Imprensa Flican Vanesca Câmara | Foto: Divulgação


Ocupação da rede hoteleira chega a 100%.

Toda a movimentação cultural promovida pela 1ª Feira Literária de Canudos (Flican) já reflete na economia local. A rede hoteleira da cidade está com 100% das vagas reservadas e, de acordo com Secretaria de Cultura do município, a expectativa de outros setores, como alimentação, transporte e comércio, também é grande, com o aumento do fluxo de pessoas. Rica em atrativos naturais e culturais, a região tem vocação para o turismo e o evento abre uma janela de oportunidades para geração de emprego e renda.

Canudos oferece várias opções de lazer aos visitantes que querem conhecer sua história e belezas. Algumas delas, inclusive, fazem parte do roteiro das visitas guiadas que serão oferecidas no último dia de evento, das 7h às 11h, e levarão o público ao Parque Estadual de Canudos, Mirante do Conselheiro, Instituto Memorial Popular de Canudos e ao Museu Manoel Travessa.

Uma sugestão para começar a explorar tudo que se tem nesse território, é saber um pouco mais sobre a saga do líder de Belo Monte, no Memorial Antônio Conselheiro, no qual estão expostas fotos, documentos, textos de Euclides da Cunha e objetos relacionados à guerra. Já no Parque Estadual de Canudos, situado no local da batalha, impressiona a exposição permanente de fotografias do lugar, fixadas em placas de vidro no chão árido, onde também se encontra vestígios da batalha, como balas, restos de armas e pedaços de vasilhas. Lá ainda é possível ver, em períodos de longa estiagem, as ruínas de uma igreja remanescente da Canudos nova.

No município há também o Museu Histórico de Canudos, cuidado por particulares e com mais vestígios do conflito. Outras boas pedidas são apreciar a bela vista do Mirante do Conselheiro, com a cidade de um lado e o açude do outro, ou caminhar até o topo da Serra do Cocorobó, o local mais alto da região. Ir à Toca das Araras, uma reserva biológica situada nos arredores da cidade, é mais um passeio recomendado. Composta por morros, é um dos raros lugares onde ainda se observa a ararinha-azul.

 

Comentários