29 de outubro de 2020 às 05:05
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

‘Está na hora de sentar para ver retomada da educação’, diz ACM Neto


Publicado em: 03/10/2020 9:52
Por: Redação Bahia Municípios com Tribuna da Bahia, Salvador Foto: Reprodução / Redes Sociais


Para prefeito da capital baiana, números da Covid-19 já permitem pensar em retomada da atividade nas escolas. Protocolos já estão definidos, mas ainda não foram apresentados.

O prefeito ACM Neto disse, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (3), que os números da Covid-19 em Salvador já permitem pensar na retomada das aulas na capital. A cidade tem índice de 96,77% de pacientes recuperados da doença e percentual de 41% de ocupação de leitos de UTI.

Neto informou que, como todas as decisões sobre a Covid-19 foram tomadas em conjunto com o governador Rui Costa, vai solicitar uma reunião para tratar da retoma da educação em Salvador.

“Eu acho que já é possível começar a construir uma perspectiva, com muitos cuidados, critérios, regras e prazos. Está na hora da gente sentar para ver a retomada da educação”, avaliou ele.

Nos últimos meses, o prefeito reforçou que não tinha possibilidade da capital retomar as aulas, com os índices de ocupação de leitos de UTI altos.

Neto chegou a falar, inclusive, que “não fazia sentido” a educação infantil voltar ainda este ano porque as crianças não têm maturidade para respeitar os protocolos. O posicionamento foi reforçado nesta sexta-feira.

“Já estamos em outubro, são mais três meses, porém nosso desejo é de que as aulas possam voltar ainda este ano. Penso eu que não vai voltar o mesmo tempo, vamos ter que fasear [escalonar] a volta e talvez não faça sentido o retorno da educação infantil. Mas a gente tem condições de apresentar perspectiva de tempo e de forma de retorno da educação em Salvador”, disse o prefeito.

ACM Neto afirmou, ainda, que os protocolos do funcionamento das aulas estão desenhados pelo comitê de saúde, mas informou que só serão apresentados após a reunião com o governador.

“Os protocolos estão muito bem desenhados e definidos, porém, o desejo da prefeitura é de que qualquer decisão seja tomada em conjunto. Daí o porquê nós vamos conversar a respeito desse assunto nos próximos dias com o governador”, pontuou.

Comentários