5 de agosto de 2020 às 07:27
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Em convenção da ademi-ba, especialistas apontam rumos para o mercado imobiliário


Publicado em: 09/12/2019 17:06
Por: Comunicativa Associados | Foto: Divulgação


A transformação dos negócios. Esse foi o tema do painel que encerrou a programação de palestras do Fórum de Líderes e Investidores do Mercado Imobiliário (FLIMI). O evento integra a 30ª Convenção Anual da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (ADEMI-BA), que acontece no Tivoli Ecoresort Praia do Forte.

O terceiro dia do FLIMI contou com nomes como o futurista Luiz Candreva, que falou sobre as oito etapas da disrupção – caos, domínio do caos, estabilização, inércia, forças emergentes, disrupção, dipersão de não óbvios, conflito e de volta ao caos.

Candreva afirmou que o diferencial competitivo hoje se mantém por três anos, de acordo com a Forbes, o que torna o ciclo do caos menor. “Quanto melhor a gente se comunica, mais rápido essas etapas ficam, até que todas elas virem um ponto comum. Por isso precisamos nos adaptar, ficando confortável no caos”, afirma o head de Inovação da Ayoo. Para que esse movimento se torne relevante, ele cita que a experimentação é essencial, pois ela catalisa a inovação.

A manhã de palestras seguiu com a presença de Paula Carvalho falando sobre ‘O poder da TV no mundo conectado’. A palestrante é responsável pelo gerenciamento de conta-chave de Media Owner e trouxe dados sobre a relevância da TV como fonte de informação e conexão emocional com os consumidores.

Para quem afirma que as pessoas não consomem mais televisão, ela trouxe dados do Kantar, que mostram que 96% da população consome TV ou VOD – conteúdo disponibilizado fora da linha de transmissão linear. Desse total, 62% consomem exclusivamente TV, enquanto o uso exclusivo de VOD pago é de 4%. “O conteúdo de vídeo ainda predomina e o que as empresas precisam fazer é dar opções para o consumidor para que ele tenha a opção de escolher de acordo com o momento de vida dele”, relatou Paula.

Para fechar a programação do FLIMI, o presidente da Datastore, Marcus Araújo, trouxe um panorama sobre os segredos do novo mercado imobiliário. Ele apresentou os novos sete públicos para atingir no mercado imobiliário – investidor jovem, casais sem filhos, casais com um filho, casais com pet, casais LGBT+, casais seniores e os solteiros convictos, que serão em maior quantidade nas décadas futuras.

“O imóvel é o grande produto para as próximas décadas, pois precisaremos usar bem os espaços, ainda mais com a previsão de crescimento exponencial e longevidade da população. Nisso temos que conhecer os novos consumidores de imóveis, que querem mais serviços, tecnologia e experiência, pagando menos taxa de condomínio e buscando itens mais compactos na área de lazer”, afirmou.

As apresentações foram finalizadas com o painel mediado pelo diretor da Mundo Real, Maurício Magalhães, que trouxe uma provocação “Qual a vocação de Salvador para os próximos vinte anos?”, citando a importância de criar movimentos sociais compartilhados. “A ADEMI precisa atuar não só para ajudar o mercado, mas também as associações, para que tenhamos um ambiente saudável de negócios. Agindo de forma que a prosperidade seja compartilhada”, declarou.

.br

Comentários