21 de outubro de 2020 às 04:59
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Descarte irregular de lixo cortante vem causando acidentes em trabalhadores de limpeza


Publicado em: 01/07/2020 18:09
Por: Mara Silvany / Redação Pernambués agora Foto: Divulgação


Na correria do dia a dia, você presta a atenção quando descarta cacos de vidros ou seringas?

O número de acidentes de trabalho durante a coleta do lixo acontece praticamente diariamente, mesmo com campanhas, mesmo com tanta informação, a população continua desrespeitando o horário da coleta e também a forma correta do descarte.

Muitos moradores colocam objetos cortantes no lixo sem se preocupar com a segurança dos coletores. Na noite desta terça-feira (30), o agente de limpeza estava recolhendo o lixo no bairro de Armação, e acidentalmente mesmo usando os equipamentos de proteção, sofreu um corte profundo, o  trabalhador preferiu não revelar seu nome, mas se mostrou bastante preocupado, “ Isso acontece sempre com a gente, na correria para dar tempo de pegar todos os lixos, fui pegar um saco de lixo que estava cheiro de outras coisas e junto tinha um copo de vidro quebrado, olha no que deu, a gente as vezes reclama com o morador, mas a consciência é a melhor solução,”, disse o trabalhador de limpeza, que logo entro no carro com a mão enrolada em um pano. Possivelmente esse trabalhador irá passar por diversos exames, além de ficar afastado por um tempo das atividades até melhorar.

Infelizmente dessa vez foi uma mão, mais quando é uma seringa, ou o corte é mais profundo ? O que o agente disse sobre a consciência faz todo o sentido, campanhas para a conscientização para o modo adequada ao descarte do lixo, são realizadas em Salvador, na Câmara Municipal de Salvador, o vereador Luiz Carlos Suíca (PT), em parceria forte com o Sindilimp lutam para a melhoria e respeito para esse trabalhadores, que estão expostos todos os dias, faça chuva, ou sol, com ou sem pandemia.
“Os trabalhadores de limpeza são agentes de saúde, sem eles o que seria da nossa saúde”, disse Suíca. O edil ressalta que esses trabalhadores e trabalhadoras, já conquistaram muito. “Como vereador dessa cidade, juntamente com o Sindilimp lutamos e resistimos, para a categoria ter os mesmos direitos, eles hoje têm direito, ao plano de saúde, ficamos em cima das empresas terceirizadas com os pagamentos e carga horária regular, os melhores Epi’s, conseguimos recentemente, o direito a esses profissionais de limpeza a participar do programa de vacinação”, frisa o edil petista.

A lei de nº 9.486/2019 já está em vigor e, segundo o vereador Suíca, é uma forma de reparar e de auxiliar os profissionais na manutenção da saúde. “Os trabalhadores de limpeza urbana promovem saúde diariamente para a população. Trabalhando nas ruas, estão mais vulneráveis a contaminações. Por isso, o projeto é de suma importância. Motorista, coletor, motociclista, varredor, fiscal, agente de limpeza e operador de roçadeira, estão todos inseridos na medida”, salienta Suíca, que é representante da categoria na Bahia.

Sobre o descarte irregular de lixo o parlamentar chama atenção da população. “Devemos ter mais consciência, entender que existem regras sobre os dias e horários da coleta e ter o hábito como separar o lixo, são pais de família expostos, correndo riscos, para deixar a cidade limpa, sem doenças, jogar uma garrafa ou copo de qualquer jeito é desumano”, disse.

Pesquisa -Você sabia que a prática da separação e limpeza dos materiais recicláveis facilita a seleção pelos catadores, diminui o volume do lixo, reduz os casos de acidentes, evita a manifestação de insetos e roedores, além de criar hábitos que devem ser incorporados pela população e praticados pelo resto da vida.
Cada tipo de resíduo tem um processo próprio de reciclagem. Na medida em que vários tipos de resíduos sólidos são misturados, sua reciclagem se torna mais cara ou mesmo inviável, pela dificuldade de separá-los de acordo com sua constituição ou composição.

A limpurb orienta os moradores para que tenham mais responsabilidade na hora de fazer a separação e descarte dos resíduos. O vidro quebrado precisa ser embalado de maneira adequada para não causar acidentes como esse, garantir a segurança do coletor e facilitar o transporte.
Como descartar vidro quebrado
Uma opção para descartar vidro quebrado de forma segura é utilizar uma garrafa pet. A sugestão é cortar a garrafa ao meio, colocar os cacos de vidro dentro de uma das metades e utilizar a parte superior da garrafa para tampar o recipiente.
Outra sugestão é colocar os cacos dentro de uma caixinha de leite ou de suco e fechá-la de maneira segura. Se o vidro for grande, é necessário embalar com papelão e fita-crepe.
Em todos os casos é importante identificar que a embalagem contém vidro. Depois disso é só colocar o material na rua nos dias de coleta seletiva, para que ele seja encaminhado à reciclagem.

Outro alerta
Outra situação que têm colocado a segurança dos coletores em risco. Segundo ele, alguns estabelecimentos que servem espetinhos na cidade, estão descartando os espetos de madeira de maneira incorreta.

“Os palitos estão sendo colocados soltos no lixo. A hora que o coletor vai recolher, fura a luva e machuca. O correto é quebrar ou enrolar todos juntos antes de colocar na sacola de lixo”, explica
Atitudes sustentáveis – Mudanças sutis no descarte doméstico de lixo podem acarretar ganhos substanciais para o meio ambiente. O reaproveitamento de uma única lata de alumínio, por exemplo, economiza energia suficiente para manter uma televisão ligada por, aproximadamente, três horas. Já uma tonelada de papel reciclado economiza 10 mil litros de água e evita o corte de 17 árvores adultas.

Comentários