19 de maio de 2019 às 23:42
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Crescimento na ocupação hoteleira de Salvador é fruto de uma requalificação da cidade


Publicado em: 04/01/2019 13:40
Por:


A rede hoteleira de Salvador apresentou um crescimento de 10,29% na taxa de ocupação de hotéis em relação ao mesmo período do ano anterior. Em 2018 a taxa de ocupação foi de  62,14% maior que em 2017 que foi de 56,34%. Em contato com o portal Bahia Econômica, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA), Glicério Lemos. Afirmou que as novas condições que Salvador oferece foram decisivas para o crescimento da rede hoteleira na sua ocupação.

“Eu atribuiu a melhora na taxa de ocupação dos hotéis de Salvador a nova condição que a cidade oferece para os turistas. Se você analisar têm obras importantes para o turismo como a nova orla, requalificação de museus dentre outros projetos que vendem Salvador. Esse também é fruto de um trabalho que a ABIH-BA tem realizado em parceria com a Secult de qualificação e capacitação de profissionais capazes de vender Salvador para o turista interno e externo”.

Porém, Glicério ainda afirma que a taxa de ocupação de 62,14% de 2018 não é suficiente para trazer economicamente viabilidade para os hotéis. Segundo o presidente é necessário que se tenha uma taxa de aproximadamente 70% para se conseguir se entrar na área do lucro. “Eu acredito que o crescimento é bom, porém ainda não é o suficiente para se ter lucro com hotéis em Salvador. É preciso que se tenha pelo menos uns 68 a 70% de média anual para que os estabelecimentos consigam fechar o ano no azul. Essa taxa é melhor que a de anos atrás quando o setor estava afundando numa crise grande, porém ainda não é o bastante”, disse o presidente.

Comentários