7 de agosto de 2020 às 00:41
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Copa do Nordeste Bahia vence e joga a final contra Ceará


Publicado em: 30/07/2020 17:39
Por: Ze de Jesus Barrêto , com Agências Foto: Divulgação


Com um gol de Daniel aos 42 minutos do segundo tempo, o Tricolor conseguiu furar a forte defensiva do Confiança de Sergipe, em Pituaçu, e está na final do Nordestão, disputando o título pela oitava vez, em busca da quarta conquista.
 O adversário será o Ceará, que derrotou o rival Fortaleza e tenta ser campeão pela segunda vez. A Taça será entregue depois de dois confrontos, ambos em Pituaçu;  o primeiro está marcado para sábado, dia 1º de agosto, às 16h30, e o das faixas no dia 4 de agosto, terça.
 *
  Serão jogos de arrepiar, pela rivalidade e características das equipes. O Bahia de Roger é um time mais leve, que valoriza a posse de bola e evolui trocando passes; O Ceará de Guto Ferreira tem mais pegada, é um time taludo, bem treinado e com um futebol mais objetivo. Além do mais, o treinador Guto conhece bem o Bahia e tem na equipe dois jogadores que atuaram no Tricolor (o zagueiro Tiago e o meia Vinícius), que vão querer mostrar serviço. O Esquadrão baiano vai ter de jogar muita bola para vencer o Vozão.
*
  O Dragão vendeu caro
  Foi um jogo duro e difícil contra o Dragão Sergipano, que, pela primeira vez numa semifinal da competição, veio fechadinho, jogando em bloco, marcando bem e correndo muito, dificultando bastante a troca de passes e as investidas do Tricolor.  Tanto que, na primeira etapa um Bahia criou apenas uma chance clara de gol, aos 16 minutos, quando João Pedro cruzou rasteiro da direita e Fernandão chegou escorando na pequena área para uma intervenção salvadora do goleiro Rafael. O Confiança, só postado, não ameaçou.
 Na segunda etapa o ritmo dos sergipanos continuou intenso; voltaram dos vestiários com uma postura mais avançada e o jogo ficou mais aberto. O Tricolor insistia na troca de passes, evoluía com lentidão e pouco chegava. Só uma chance, aos 18’, num ótimo lançamento de Rodriguinho, nas costas da zaga adversária, pelo meio; Élber ganhou na velocidade entrou de cara mas, acossado, errou a finalização. As defesas prevaleciam sobre as ofensivas.
  Daí, quando tudo parecia crer que a decisão se daria por cobrança de pênaltis…
Roger lançou Daniel no lugar de Gregore, aos 40’, e foi feliz. Após uma trama pela esquerda entre Élber e Capixaba, a bola foi rolada nas proximidades de meia lua para o meia que acabara de entrar e, na sua primeira intervenção, Daniel ajeitou e tamancou de fora, rasteiro, acertando o cantinho, assim colocando o Bahia na final. Estrela? Afinal, venceu quem procurou mais o gol.
*
  Baianão
  O time B do Bahia joga nesta quinta-feira, às 17h30, no Eliel Martins, contra o Jacuipense.

Comentários