1 de dezembro de 2020 às 11:03
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Ciclone subtropical atinge Salvador e sul da Bahia com fortes chuvas e ventos


Publicado em: 27/10/2020 12:09
Por: Tribuna da Bahia, Salvador  Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia


Segundo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), esse cenário deve se estender ao longo da semana, com leve melhora a partir de sexta-feira (30).

Uma tempestade subtropical denominada, pela Marinha, como Mani (deusa indígena) se formou sobre o Oceano Atlântico no último domingo (25), nos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. O fenômeno atingiu a região do sul e extremo sul da Bahia causando fortes chuvas em Porto Seguro. A Defesa Civil do Estado emitiu alerta para a região. Nesta quarta-feira,28, o ciclone deve perder força, segundo a meteorologia.

Segundo alerta emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os ventos poderão chegar a até 65 km/h, com rajadas, além de ondas em alto-mar com altura de até quatro metros. De acordo com o meteorologista Giuliano Nascimento da Codesal, formou-se um canal de umidade e um sistema de baixa pressão o que causa bastante chuva, rajada de vento e possibilidade de trovoada. Ainda segundo Nascimento, há possibilidade de precipitação acima de 50 mm em regiões mais próximas ao mar no estado da Bahia e chuvas pontuais em Salvador a qualquer hora do dia.

A meteorologista Cláudia Valéria, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), afirmou que há uma quantidade de chuvas intensas no sul do estado, mas a tempestade não se encontra sobre a Bahia. As precipitações também devem ocorrer na região oeste e sudoeste da Bahia nos próximos dias, não só devido ao fenômeno, mas também em virtude da época do ano em que registram chuva nas localidades. A tempestade tem provocado maiores consequências na faixa litorânea.

O ciclone deve perder força nesta quarta-feira (28). De acordo com a agência Climatempo, até a esta segunda-feira (26), os acumulados de chuva cheguem aos 100 mm em algumas cidades, o que pode acarretar em alagamentos e inundações.

Estragos

As barracas ficaram destelhadas nem Porto Seguro, no sul da Bahia, após ventos fortes e chuvas atingirem a orla da cidade, na madrugada da última sexta-feira (23). Segundo informações da Defesa Civil do município, o estrago foi provocado por um redemoinho que se formou no mar e chegou até a costa.

A situação aconteceu na área da Praça do Relógio, onde ficam as barracas e quiosques. Muitos estabelecimentos perderam telhas e algumas estruturas de cobertura chegaram a cair parcialmente. Cadeiras e mesas foram arrastadas pelo vento.

A pior condição do tempo fica para o litoral do Espírito Santo, que deve ter, além do maior volume de chuva, as maiores rajadas de vento, que podem alcançar os 80km/h. Por conta da pista de ventos formada, há previsão de ressaca no mar.

Comentários