22 de outubro de 2019 às 21:19
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Chega às telas aquele que promete ser o melhor filme do resto do ano


Publicado em: 03/10/2019 16:25
Por: Ag. de Notícias Felipe Belmonte | Foto: Divulgação


O Coringa é interpretado pelo talentosíssimo Joaquim Phoenix, ele simplesmente é o filme do vilão mais icônico e insano do universo.

E o que torna esse filme tão forte em promover o hype (avaliações e citações positivas) da galera? Ele simplesmente é o filme do vilão mais icônico e insano do universo do Morcego, Cavaleiro das Trevas de Gotham City.

Arthur Fleck (Joaquin Phoenix) trabalha como palhaço para uma agência de talentos e, toda semana, precisa comparecer a uma agente social, devido aos seus conhecidos problemas mentais. Após ser demitido, Fleck reage mal à gozação de três homens em pleno metrô e os mata. Os assassinatos iniciam um movimento popular contra a elite de Gotham City, da qual Thomas Wayne (Brett Cullen) é seu maior representante.

E é nesse momento que o maior monstro surge: de uma mentalidade instável, o Coringa é o melhor self de alguém que quer ser ouvido, ser bem quisto e ter uma vida sem ser motivo de chacota. Quase como se fosse “Um dia de Fúria” (1993) e “Taxi Driver” (1976), Arthur Fleck abraça sua insanidade e se encontra como o palhaço do crime que toca o terror nas ruas de Gotham City promovendo o medo até nos mais temidos bandidos locais. E de Gotham para o resto do mundo é um estalar de dedos.

O que chama a atenção é o fato de que o Coringa é interpretado pelo talentosíssimo Joaquim Phoenix, um conhecido ator do “método”, daqueles profissionais que estudam o personagem a fundo e o encarnam em si de modo a trazer uma realidade imensa à atuação. É interessante notar que dos outros coringas do cinema, a maioria pode se enquadrar no “método”: Jared Leto, Heath Ledger e o primeiro Coringa do cinema, Jack Nicholson que afirmou que o vilão não deve ser interpretado por qualquer um. E ele estava certo.

Coringa é um ícone da vilania, da loucura e do desapego à vida que vive para trazer a própria loucura ao mundo e ao seu querido “Bats”. Mas nesse filme, ainda não foi desenvolvida a relação dos dois, uma relação simbiótica onde um vive por causa do outro, um precisa do outro (isso já foi tratado na trilogia de Nolan).

O diretor do longa é Todd Phillips, mais conhecido por dirigir a trilogia “Se beber, não case”, então a insanidade e coisas nonsense estão nas mãos certas.

Esse filme veio pra “quebrar” o manual do filme de super-herói – começando pelo fraco “Esquadrão Suicida” que não mostrou a que veio – ao se mostrar como um profundo e sombrio estudo de personagem pode trazer um filme denso de origem de um vilão e fazê-lo permanecer nesse caminho; no caminho da morte, da violência, da destruição, da insanidade e brutalidade.

E Coringa é mestre em ser simplesmente… tudo isso.

Onde está passando

Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha

Legendado – 2D
18h10 / 20h30

Dublado – 2D
13h30 / 15h50

UCI Orient Shopping da Bahia

Dublado – 2D
13h / 14h / 15h40 / 16h40 / 18h20 / 19h20 / 21h / 22h

Cinemark

Legendado – 2D
16h30 / 19h15 / 22h

Legendado – XD
12h50 / 15h30 / 18h15 / 21h

Dublado – 2D
14h30 / 17h15 / 18h45 / 20h / 21h30

UCI Orient Shopping Barra

Legendado – 2D
14h / 16h40 / 18h20 / 19h20 / 21h / 22h

Dublado – 2D
13h / 15h40

Orient Cinemas

Legendado – 2D
22h20

Dublado – 2D
14h20 / 17h / 19h40 / 21h50

Programação Cinépolis

Legendado – 2D
16h15 / 22h15

Dublado – 2D
13h15 / 14h45 / 15h30 / 17h30 / 18h15 / 19h15 / 20h15 / 21h / 21h35

Cinemark

Dublado – 2D
12h50 / 14h30 / 15h30 / 17h20 / 18h15 / 20h10 / 21h / 21h40

Comentários