21 de outubro de 2020 às 04:57
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Campanha Internacional Prêmio Nobel da Paz para Médicos Cubanos


Publicado em: 10/07/2020 20:07
Por: Redação Bahia Municípios com informações do Sgeral MST Foto: Divulgação


CONVOCAÇÃO PARA O APOIO DO PRÊMIO NOBEL DA PAZ AO CONTINGENTE INTERNACIONAL DE BRIGADAS MÉDICAS CUBANAS HENRY REEVE

O reconhecimento do respeito ao ser humano e a entrega para salvar vidas fizeram dos Médicos Cubanos uma referência internacional de solidariedade.

Cuba, em nome da defesa da humanidade, comprometeu -se na área da saúde a cuidar das populações pobres do planeta. As missões humanitárias cubanas se estenderam pelos quatro continentes e apresentam um caráter único.

Henry Reeve foi um jovem americano que, em 1878, saiu do Brooklyn (EUA) para incorporar-se ao exército Mambi e lutar na primeira guerra de independência da Republica de Cuba. Hoje o Contingente Internacional de Médicos Especializados em Situações de Desastre e Epidemias Graves, que leva o seu nome, atuam há décadas em vários lugares no mundo: no Peru, em 1970; em Pisco, em 2007; no Haiti, na crise da cólera; em países da África, no combate ao ebola, entre muitos outros.

Atualmente, as brigadas estão presentes em 24 países da América Latina e Caribe; em 27 países da África Subsaariana, em dois do Oriente médio e África setentrional; em sete países da Ásia.

Na luta contra o COVID 19, os médicos cubanos não hesitaram a se juntar aos médicos chineses. Em 22 de marco de 2020, aportaram na Lombardia, Itália desempenhando uma assistência fundamental.

No Brasil, na década de 1990, a cidade de Niterói implantou o “Programa Médico de Família” aos moldes do Programa Cubano. Esse Programa funciona há 28 anos nas comunidades carentes com grande êxito e fez uma história fabulosa de atendimento domiciliar e hospitalar.

O Programa Mais Médicos, implantado no Brasil em 08/06/2013, chegou às regiões de pobreza extrema, de alto risco de vida como favelas do Rio de Janeiro, de São Paulo, da Bahia, de Minas Gerais, dando ênfase a 34 reservas indígenas, sobretudo na Amazônia.

Em 3.600 municípios, o Programa atendeu 60 milhões de brasileiros, assistidos por médicos cubanos em todas as especialidades médicas.

Amplamente reconhecido pelos governos Federal, Estadual, Municipal e principalmente, pela população, segundo estudo realizado pelo Ministério da Saúde do Brasil, junto com a Universidade Federal de Minas Gerais, o grau de aceitação entre a população atinge a 95 por cento.

Diante da grandeza e solidariedade dos médicos cubanos, que estão salvando vidas como objetivo principal, é que pedimos sua adesão de apoio ao Prêmio Nobel da Paz de 2021 ao Contingente Henry Reeve de brigadas médicas cubanas.

Para adesão acesse aqui: https://brigadasmedcuba.com/

Marilia Guimarães – REDHBRASIL – Rede de Intelectuais, artistas e movimentos sociais em defesa da humanidade – Capítulo Brasil e Movimento Brasileiro de Solidariedade a Cuba

Firmam este documento: Sociedade Civil e Entidades:

Leonardo Boff – Filosofo/ Teólogo

Frederico Mayor Zaragosa – Poeta

Adolfo Pérez Esquível – Prêmio Nobel da Paz (1980) – Argentina

Dilma Roussef- ex-presidenta do Brasil

Quim Torra – Presidente do Governo da Catalunya

João Vicente Goulart – Presidente do Instituto João Goulart

Fernando de Moraes – Escritor

Ana de Hollanda – Compositora/ intérprete

Berenice Guayasamin – Diretora da Fundação Guyasamin

Francisco Buarque de Hollanda – compositor/intérprete

Silvio Rodriguez Dominguez

Fidel Antonio Smirnov Castro

Felipe Redicetti – Maestro/compositor

Monserrat Ponsa Tarrés – Escritora

Carol Proner – Jurista

Ana Buarque de Hollanda – intérprete /compositora

Jandira Feghalli – Deputada Federal

Leticia Spiller – Atriz

Cristina Pereira –  Atriz

Beth Mendes – Atriz

Patricia Anabalon – Compositor – Chile

Patricia Roa Carmona  – empresária

Raul Roa Kouri – Diplomara

Gabo Siqueira – Compositor / Intérprete – Argentina

Rubens Casara – Jurista

Joao Pedro stedile- MST

Comentários