21 de outubro de 2020 às 04:24
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Bahia arranca empate nos acréscimos contra o Inter


Publicado em: 07/09/2020 5:45
Por: Tribuna da Bahia, Salvador Foto: Bruno Queiroz / EC Bahia


Tricolor agora soma cinco partidas sem vencer na Série A do brasileiro

Na primeira partida sem Roger Machado no comando, o Bahia arrancou um empate no Beira-Rio na tarde deste domingo (6), contra o Internacional, líder do Campeonato Brasileiro.

O fato de enfrentar o líder do campeonato em seu estádio não intimidou o time do Bahia. Nem mesmo quando D’Alessandro forçou o goleiro Mateus Claus a fazer uma defesa à queima roupa logo no primeiro minuto.

A equipe do Bahia mostrou personalidade e teve em Rodriguinho, mais uma vez, o organizador das principais jogadas em contra-ataques, que tinham como principal alvo o atacante Élber

Aliás, foi de Rodriguinho o primeiro gol do jogo. Aos 19 minutos, Zé Gabriel errou passe na saída de bola do Inter e a bola chegou ao experiente meia, que mostrou muita calma para se livrar da marcação e concluir: 1 a 0.

Sem cometer uma falta até os 25 minutos de jogo, os comandados do técnico Eduardo Coudet concentravam as jogadas pelo lado esquerdo, mas o gol de empate acabou saindo pelo lado direito.

Com a mania dos times em forçarem o passe na saída de bola apesar da forte marcação adversária, Juninho errou o passe, Thiago Galhardo cruzou e Patrick cabeceou com estilo para empatar o jogo, aos 27 minutos.

O equilíbrio permaneceu até o fim da primeira etapa, com cada equipe tendo um gol anulado. O Bahia, sempre audacioso, chegou mais perto do segundo gol, quando, aos 31 minutos, Gilberto bateu forte, a bola desviou em Zé Gabriel e obrigou Marcelo Lomba a fazer bela defesa.

O jogo mudou de panorama na segunda etapa. O Inter aumentou sua pressão no campo ofensivo, deixando o Bahia mais recuado, mas sem jamais se ausentar nos contra-ataques. Aos 13 minutos, enquanto ainda tinha fôlego, o veterano D’Alessandro quase marcou em bela cobrança de falta, mas Mateus Claus fez bonita defesa.

Os gaúchos, então, aumentaram o número de bolas alçadas na área e a atitude deu resultado. Aos 22 minutos, D’Alessandro cruza a bola na área e Victor Cuesta é derrubado. Pênalti que o juiz marca, confirma no VAR e Thiago Galhardo não desperdiça: 2 a 1.

Na parte final da partida, o jogo ficou aberto, com as duas equipes chegando com facilidade na área adversária, mas falhando nos passes decisivos ou nas finalizações. O Bahia acabou recompensando pelo espírito de luta apresentado durante todo jogo, aos 51 minutos.

O juiz foi conferir no VAR um pênalti de Rodinei em Éber, que estava sem a bola. Clayson bateu e empatou: 2 a 2. O gol desnorteou o Inter, que quase sofreu a derrota no último lance da partida, quando Ernando desviou após escanteio e Abel Hernández salvou em cima da linha.

Agenda

Os dois times voltam a atuar pelo Campeonato Brasileiro no meio de semana. Na quinta-feira, dia 10, o Inter recebe o Ceará, às 19h15 (de Brasília), no Beira-Rio. Na mesma data e horário, o Bahia recebe o Grêmio, no Pituaçu.

Na tabela

Mesmo com o empate, o Inter mantém a liderança do Brasileirão, com 17 pontos. Mas o Colorado vê a vantagem para o vice-líder São Paulo cair para apenas um ponto. Já o Bahia chega a nove pontos, com um jogo a menos, e atualmente é o 11º colocado.

FICHA TÉCNICA

Internacional 2 x 2 Bahia

Campeonato Brasileiro – 8ª rodada

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre

Data: 06/09/2020 (quarta-feira)

Horário: 16h

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Neuza Ines Back (SP) e Éder Alexandre (SC)

VAR: O árbitro de vídeo terá o comando de Marcio Henrique de Gois, auxiliado por Edina Alves Batista e Herman Brumel Vani (todos de SP).

Cartões amarelos: Ronaldo, Nino Paraíba (Bahia) / Rodinei e Zé Gabriel (Internacional)

Gols: Patrick, Thiago Galhardo (Internacional) / Rodriguinho e Clayson (Bahia)

Internacional: Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Cuesta e Uendel (Rodinei); Johnny (Moledo), Edenílson, Patrick (Abel Hernandez) e Boschlia (Marcos Guilherme); D’Alessandro (Peglow) e Thiago Galhardo. Técnico: Eduardo Coudet.

Bahia: Mateus Claus; Nino Paraíba, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Ronaldo (Edson), Daniel (Rossi) e Rodriguinho (Fessin); Élber e Gilberto (Clayson). Técnico: Cláudio Prates.

Comentários