26 de agosto de 2019 às 02:44
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Acusado de nove estupros, professor de dança fingia incorporar entidade espiritual


Publicado em: 06/04/2019 10:16
Por: Redação Bahia Municípios Foto: Divulgação


Após receber informações de populares, policiais da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) e Delegacia Territorial de Porto Seguro (DT / Porto Seguro) cumpriram o mandado de prisão preventiva contra Uadson Lima de Souza, de 30 anos, naquela cidade, nesta sexta-feira (5). Ele era procurado desde 2015, acusado de estuprar nove vítimas, entre adolescentes e crianças, no município de Ilhéus.

Segundo o coordenador da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Ilhéus (7ª Coorpin / Ilhéus), delegado Evy Paternostro, Uadson cometeu os estupros entre os anos de 2007 e 2011. “As vítimas só procuraram a polícia em 2015, logo em seguida ele fugiu da cidade”, explicou.

Uadson era responsável por um grupo de dança e se valia de sua posição para cometer os crimes. “Em alguns casos, ele ameaçava incorporar uma entidade espiritual, que poderia matar os familiares das vítimas, caso elas denunciassem. Os laudos comprovaram os estupros cometidos por Uadson”, afirma o delegado.

Na época dos crimes, as vítimas passaram por acompanhamento psicológico. Uadson foi apresentado na Delegacia Territorial de Ilhéus (DT / Ilhéus), onde está preso à disposição da Justiça.

Comentários