17 de agosto de 2018 às 08:21
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Trump propõe US$15 bi em corte de gastos, programa de saúde para crianças é alvo


Publicado em: 08/05/2018 7:34
Por:


Autoridades dizem que cortes seriam de fundos federais não utilizados, mas plano foi criticado por líder democrata do Senado. Novos pacotes de rescisão devem ser divulgados em breve pelo governo.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pedirá um pacote de US$ 15 bilhões em cortes de gastos do Congresso na terça-feira, incluindo cerca de US$ 7 bilhões do Programa de Seguro Saúde Infantil patrocinado pelos democratas, disseram autoridades do governo nesta segunda-feira (7).

A proposta surge no momento em que a Casa Branca e os republicanos conservadores no Congresso dos EUA estão se afastando da ameaça de uma nova disputa orçamentária com os democratas, depois que os republicanos inicialmente lançaram cerca de US$ 60 bilhões em cortes há algumas semanas.

Autoridades de alto escalão disseram que o pacote inicial de cortes propostos foi direcionado a fundos federais que não foram utilizados. Isso não afetaria um acordo orçamentário de dois anos acordado em fevereiro.

Mais pacotes de “rescisão”, incluindo um “grande” que trataria dos cortes que Trump quer com o acordo, estão prestes a ser divulgados, disse uma autoridade do governo.

O corte proposto para o programa de saúde infantil foi criticado pelo líder democrata no Senado, Chuck Schumer.

“Parece que sabotar nosso sistema de saúde em detrimento de famílias de classe média não foi suficiente para o presidente Trump e para os republicanos; agora eles estão atrás de dólares em assistência médica usada por milhões de crianças, especialmente durante os surtos de gripe e outras doenças mortais”, afirmou em comunicado.

A autoridade de alto escalão do governo, falando aos repórteres em teleconferência, disse que os cortes não prejudicariam o programa. Do total, US$ 5 bilhões vieram de uma conta da qual o dinheiro não está autorizado por lei a ser gasto, disse.

O governo também propôs US$ 4,3 bilhões em cortes de um programa de empréstimo de veículos de tecnologia avançada, que, segundo a autoridade, não fez um empréstimo desde 2011.

Comentários