24 de maio de 2019 às 13:05
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Torres imobiliárias vão ocupar o antigo Salvador Praia Hotel


Publicado em: 15/05/2019 13:48
Por: Lício Ferreira / Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia


O prédio, onde funcionava o luxuoso Salvador Praia Hotel,-considerado cinco estrelas – no bairro de Ondina, começou a ser demolido, na manhã de ontem.

O prédio, onde funcionava o luxuoso Salvador Praia Hotel,-considerado cinco estrelas – no bairro de Ondina, começou a ser demolido, na manhã de ontem, segunda-feira 13, para dar lugar a dois condomínios com três torres imobiliárias de alto luxo, na região nobre de Salvador. No local foi assinado o Alvará de Demolição e entregue a Certidão de Aprovação do Projeto pelo prefeito ACM Neto.

O novo empreendimento empresarial e residencial vai gerar 350 empregos diretos, apenas na construção. Todavia, a principal novidade anunciada pelos investidores da Moura Dubeux, é, sem dúvida, a integração dos imóveis ao projeto de revitalização da Orla de Salvador, que vem sendo realizada pela Prefeitura Municipal, com o que a arquitetura moderna denomina como ‘gentilezas urbanas’, ou seja, quando o setor privado contribui com a requalificação dos espaços para o convívio da população.

TESTEMUNHO

Abandonado há exatos dez anos – desde 2009 -, o antigo Salvador Praia Hotel, em frente à Avenida Oceânica, receberá investimentos da Construtora e Incorporadora Moura Dubeux, que fará o lançamento oficial, agora, em junho. Cerca de 50% dos imóveis já tem compradores inscritos. Serão três torres imobiliárias. Um condomínio com duas torres de apartamentos de três e quatro quartos (para atender moradores) e outro condomínio com apartamentos de um e dois quartos (que podem ser utilizados na modalidade apart-hotel para moradias provisórias e atender os turistas). O projeto, além de inovador e sustentável, vai promover melhorias em seu entorno, valorizando a vida urbana.

Acionista da empresa, Gustavo Dubeux deu um testemunho inusitado dizendo: “A Prefeitura de Salvador é a melhor entre as cinco capitais do Nordeste, onde a nossa empresa atua nos seus 35 anos de existência. Estamos aqui, há dez anos, e ela, realmente, incentiva os empreendimentos a crescer e se desenvolver”, ratificou.

VIZINHANÇA

“O projeto da Moura Dubeux dará espaço à criação de um boulevard de 170 metros de extensão ao longo da Avenida Oceânica, com jardins de mais de 20 espécies, arbustos, árvores, além de espelhos d’água e esculturas. Na rua lateral (jornalista Roschild Moreira) – que ladeia o imóvel – será construído um mirante com vista para o mar, bem como um local para fitness (espaço direcionado ao exercício físico, com equipamentos de alongamento), possibilitando ao público, em geral, a experiência de uma vida saudável”, informa o arquiteto baiano Ricardo Farias.

Na apresentação aos convidados, o diretor regional da empresa, Fernando Amorim disse:“Quando a arquitetura impacta, positivamente, a vida em sociedade, agrega valores à vizinhança em que o empreendimento está inserido. Um bom exemplo, que podemos anunciar, é que vamos reformar os passeios ao longo da beira mar para beneficiar diretamente à  população, que frequenta a praia ao fundo. Todas essas obras externas, sem exceção, são as contrapartidas que oferecemos à cidade”. O projeto anunciado  com assinatura de Ricardo Farias, tem parceria com o paisagista e urbanista Guilherme Takeda e o arquiteto de interiores Flávio Moura.

INVESTIMENTOS

Segundo o prefeito ACM Neto a requalificação da orla de Salvador passa, além das obras públicas, pelo estímulo da Prefeitura Municipal a novos investimentos privados, com as devidas compensações à cidade. “As contrapartidas somam R$2,8 milhões, sendo que algumas delas são exigidas com base no novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) e na nova Lei de Ordenamento do Uso do Solo (Louos). A exemplo da cobrança de outorga onerosa, proveniente do aumento do potencial construtivo e pela área de construção”.

Por se tratar de um terreno de 12.000 metros quadrados, a Moura Dubeux teve que garantir uma cota de solidariedade de 5% da área construída doada em obras de interesse social. Daí que, cerca de 30% do terreno, frente à construção, fossem destinados à requalificação urbana e paisagística. No restante da área serão construídos os dois condomínios. Duas das três torres serão denominadas ‘Undae Ocean’ (Undae significa ondas em latim) para atender moradores com três e quatro quartos de alto luxo; e uma terceira torre, a‘Beach Class Salvador’, também de alto luxo, com um e dois quartos, que poderá ser utilizada na modalidade apart-hotel.

Antes de fechar definitivamente as portas, em 2009, o Salvador Praia Hotel era muito frequentado por turistas de várias partes do Brasil e do mundo. Os quartos da frente tinham a vista para a Avenida Oceânica, enquanto os da parte de trás, proporcionava uma visão super privilegiada, pois era possível ver a praia de Ondina. O antigo equipamento hoteleiro pertenceu à empresa Monte Hotéis, que respondia, na Justiça do Trabalho, a diversos processos relacionados ao empreendimento.

CARNAVAL

O Camarote do Nana no próximo carnaval acontecerá no mesmo local onde sempre foi. O antigo Salvador Praia Hotel será demolido e o terreno do empreendimento será disponibilizado para a implantação do Camarote do Nana 2020, que virá com o mesmo astral, a mesma energia, a mesma qualidade no serviço, o mesmo acesso à praia, o mesmo espírito de baianidade e ainda muito melhor.

Estamos preparando um belo projeto, com todo o carinho que o nosso público merece para o Camarote do Nana 2020. Os ingressos já estão sendo vendidos na Central do Carnaval e o primeiro lote com um desconto especial vai até o dia 31 de maio.

Comentários