23 de outubro de 2018 às 04:51
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Terminal do ferryboat passará por obra em pontos de atracação


Publicado em: 18/05/2018 8:21
Por: A Tarde


A obra de adequação de dois dos seis pontos de atracação para embarque e desembarque do sistema ferryboat tem até o próximo dia 25 para ser iniciada, de acordo com informações da Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra). Enquanto a obra ocorrer, esses dois pontos – chamados de gavetas – ficarão fora de serviço e impactará no operação que será realizada no São João.

A intervenção, que teve a ordem de serviço assinada na última terça-feira, 15, tem o objetivo de corrigir um problema enfrentado pelo sistema que liga Salvador à Ilha de Itaparica. Segundo a concessionária que opera o ferry, a Internacional Travessias, quatro embarcações – Dorival Caymmi, Zumbi dos Palmares, Ana Nery e Ivete Sangalo – só conseguem atracar em dois dos seis pontos, um no Terminal de Bom Despacho e outro no Terminal de São Joaquim.

Com as obras de adequação que têm previsão de finalização de oito meses, essas quatro embarcações poderão atracar em outros dois pontos, totalizando quatro dos seis disponíveis.

Com essa ampliação, se poderá evitar que as embarcações fiquem esperando a outra finalizar o desembarque ou embarque para poder atracar. “As intervenções vão permitir que as duas gavetas se adaptem às embarcações mais novas, permitindo que os ferries se encaixem em qualquer unidade. O objetivo é tornar o sistema operacional mais eficiente, com melhorias nas condições de acessibilidade e qualidade dos serviços ofertados”, destacou, em nota, a Seinfra.

As duas gavetas que vão passar por reforma possuem aproximadamente 18 metros de largura e serão ampliadas para 24 metros. A obra será executada pelo consórcio Beng –Beop, formado pelas empresas Belov Engenharia Ltda e Belov Obras Portuárias Ltda.

Ainda de acordo com a Seinfra, após a reforma, o sistema ficará “mais ágil”. “É importante ressaltar que a travessia pelo sistema Ferry Boat continuará sendo realizada sem interrupções”, acrescentou, em nota.

Já a Internacional Travessias informou que a intervenção nas duas gavetas impactará na operação especial que será montada para o período do São João, mas que foi avaliado pela concessionária que o impacto será menor do que o que ocorreria se a obra fosse feita no verão, quando a população costuma usar mais o sistema.

O vigilante Elmo Oliveira, 30, costuma fazer a travessia e considerou a intervenção necessária. “Se for realmente ajudar, vale fazer. Eu já peguei fila de mais de três horas. O sistema está péssimo. Qualquer melhoria é bem-vinda”, disse.

O promotor de venda Vagner Andrade, 39, também faz a travessia para Itaparica e reclamou do sistema. “Estou em concordância se for realmente para melhorar e beneficiar a população que usa o ferry diariamente. Essa espera para o ferry poder atracar é estressante demais. Como usuário, eu sei que o governo deveria era investir mais e melhorar isso porque ainda está muito insatisfatório”, finalizou.

Comentários