13 de dezembro de 2018 às 04:25
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Servidores da Conder contestam declarações do governador


Publicado em: 07/12/2018 23:22
Por: Redação | Foto: Reprodução


Funcionários da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) contestaram declarações do governador Rui Costa, segundo as quais a empresa pública seria “ineficiente”.

Os comentários do governador em relação à Conder foram prestadas em entrevista coletiva à imprensa essa semana, na qual o chefe do executivo baiano detalhou o pacote de medidas de austeridade, enviado à Assembleia Legislativa da Bahia (AL/Ba).

Dentre as medidas, o governo cogita a reestruturação ou mesmo a extinção da Conder. O presidente da Associação de Servidores da Conder (ASCON), José Augusto de Azevedo, questiona a suposta ineficiência da empresa, citando a participação da Companhia em obras do governo do estado, como intervenções na Paralela, Metrô, Avenida Orlando Gomes e Avenida Gal Costa.

Azevedo ainda contesta os números citados por Rui em relação aos funcionários aposentados da empresa. De acordo com a ASCON, seriam 203 aposentados, num total de 637 funcionários, e não o patamar de 300, informado pelo governo do estado.

Em assembleia, os funcionários da Conder encaminharam uma série de propostas ao governo do estado, no sentido de tornar a companhia mais eficiente, dentre as quais um Programa de Demissão Voluntária (PDV). “Porém, não há nada definido. Ainda não batemos o martelo”, disse Azevedo.

 

Comentários