14 de novembro de 2018 às 22:31
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

SEGUNDO SOL chega ao fim e nem isso o turismo baiano soube aproveitar


Publicado em: 24/10/2018 22:44
Por: Tasso Franco


A novela da Rede Globo mostra diariamente imagens belíssimas de Salvador da Bahia. 

A novela Segundo Sol com imagens belíssimas de Salvador e uma trama ardilosa está chegando ao final com audiências nas alturas, mas, infelizmente, os órgãos oficiais de turismo da Bahia não souberam aproveitar esse momento que já dura meses para produzir um marketing de oportunidades. São milhões de brasileiros vendo todos os dias as imagens da capital baiana, cada uma melhor do que a outra, o que representa uma propaganda gratuita para Salvador das melhores.

Nada no entanto aconteceu em termos de aproveitar esse ‘deixa’ e incentivar com campanhas uma visita a Salvador. É uma pena porque isso poderia resultar em mais negócios para a cidade justamente quando o turismo está capenga, anuncia-se um provável fechamento do Othon Pálace, um hotel emblemático na cidade, e salvo o réveillon que vai acontecer no final do ano nada existe de atrativo na capital baiana.

Nem é preciso repetir que Salvador continua sem um calendário anual de eventos mês a mês e o turismo vive do Carnaval, de ano em ano, assim mesmo ultimamente perdendo espaços para o Rio e SP que aprenderam a fazer carnavais de rua melhores e mais baratos e democráticos do que os de Salvador.

É impressionante que Salvador, uma cidade religiosa com um patrimônio arquitetônico e cultural da igreja católica, a Arquidiocese Primaz do Brasil, não consegue ter eventos religiosos de porte salvo a Lavagem do Bonfim que, mesmo assim, perde de longe em religiosidade e fé ao Cirio de Nazaré, de Belém. A Semana Santa que poderia ser fantástica é um vazio na cidade e temos a mais bela e a mais rica catedral do país.

Segundo Sol deve findar-se na próxima semana e deixará imensa saudade aos brasis que dos seus estados ficam se perguntando o que representam aquelas paisagens e como visitá-las.

 

                                                                 

Comentários