15 de novembro de 2018 às 02:16
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Rua Chile volta a ser de paralelepípedo e trilhos de antigos bondes serão visíveis


Publicado em: 31/08/2018 10:44
Por: Bahia.ba


O projeto de revitalização inclui reformas de infraestrutura urbana com melhorias na acessibilidade, nova pavimentação e rebaixamento da fiação aérea

O asfalto da Rua Chile será substituído por paralelepípedo e os trilhos de antigos bondes passarão a ser visíveis no local. As obras de revitalização do lugar já foram iniciadas, como parte do projeto ‘Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador’, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder).

Cerca de 330 metros da via serão requalificados e, para realizar as intervenções da Rua Chile, que é considerado Patrimônio da Humanidade e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), uma equipe de arqueólogos acompanha as escavações e treina os operários para que identifiquem fragmentos arqueológicos do período de fundação da via, ocorrida em 1549.

O projeto de revitalização inclui reformas de infraestrutura urbana com melhorias na acessibilidade, nova pavimentação em paralelepípedo e rebaixamento da fiação aérea. O superintendente de planejamento da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas/Conder), Milton Melo, ressalta que a proposta é devolver as características originais da Rua Chile.

“Por ser uma rua emblemática para Salvador, o interesse é justamente trazer para esta rua todo o aspecto de vida que ela tinha antes. Para isso, nossa obra contará com alargamento das calçadas com acessibilidade, retorno do piso em paralelepípedo e também iremos manter os trilhos do bonde no local original. Iremos promover ainda a limpeza visual, já que os emaranhados de fios deixarão de existir neste trecho”, explica Melo.

Segundo ele, a iluminação pública também será modificada com a instalação de luminárias de lâmpadas de LED. A realização do serviço está dividida em lotes para diminuir o impacto das obras na rotina de quem passa pelo local. “A ideia é que a obra flua de forma organizada, sem alterar o movimento, o comércio e os hotéis que já existem aqui”, falou.

As obras na Rua Chile fazem parte do lote 2 do projeto ‘Pelas Ruas’, que compreende, além de 18 ruas do Centro Histórico, os bairros do Dois de Julho, Nazaré e Politeama. Ao todo, o projeto conta com investimento de R$ 124 milhões e deve requalificar mais de 280 ruas do Centro Antigo de Salvador.

Comentários