14 de novembro de 2018 às 13:51
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Prefeitura quer cobrar 1% de Uber e limitar apps a 7,2 mil veículos


Publicado em: 24/08/2018 15:16
Por: Metro1 | Foto: Reprodução


Projeto de regulamentação de aplicativos de transporte foi encaminhado à Câmara em caráter de urgência.

O prefeito ACM Neto (DEM) encaminhou nesta semana um projeto de lei para a Câmara Municipal a fim de regulamentar o uso de aplicativos de transporte em Salvador, como 99Pop e Uber. A matéria foi enviada na última quarta-feira (22) ao presidente do Legislativo soteropolitano, Léo Prates (DEM), e obtido pelo portal Metro1.

O texto prevê que a administração deve cobrar 1% do valor recebido pela empresa responsável pelo aplicativo por viagem iniciada na capital. Ainda segundo a proposta, fica estabelecido para a exploração dos dispositivos o número máximo de 7,2 mil veículos na cidade, com o limite máximo de três prestadores por automóvel cadastrado.

A proposta tem como objetivo delimitar a prática como Serviço de Transporte Individual Privado, com base na legislação federal que normatiza a mobilidade urbana do país, e tornar a Secretaria de Mobilidade Urbana como responsável pelas diretrizes, definição de preços e credenciamentos, bem como a fiscalização.

“Assim, diante da regulamentação federal do serviço remunerado de transporte de passageiros, antes considerado irregular, faz-se necessário o regramento da atividade por parte do Município, considerando, sobretudo que a ausência de regulamentação municipal compromete a segurança dos usuários e dos prestadores”, diz o prefeito.

Na mensagem, o prefeito expressou ainda a necessidade de o projeto tramitar em caráter de urgência, “tendo em vista a relevância da matéria”.

Comentários