23 de julho de 2019 às 12:55
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Prefeitura estuda construir maternidade, porém na ‘limitação orçamentária’


Publicado em: 17/05/2019 8:19
Por: Foto: Mateus Pereira/GOVBA


Promessa do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), na campanha de 2012, a maternidade municipal pode sair do papel. Segundo informou ao Bahia Notícias a Secretaria de Saúde, um projeto para construir a unidade está sendo estudado. No entanto, a proposta pode esbarrar na “limitação orçamentária”.

O deputado estadual Alan Sanches (DEM) explica que, no governo do ex-prefeito de Salvador João Henrique, a gestão dos recursos da Saúde de Salvador passou a ser compartilhada com o estado. Com essa medida, 60% hoje do dinheiro da área está com o governo estadual e outros 40%, com o município.

“E isso é um dos motivos que a gente não consegue aumentar o investimento. É essa limitação orçamentária. Já está na hora de Salvador voltar a ter gestão plena dos recursos. Esperamos bom senso do governo”, reclamou Sanches, ao argumentar que capital baiana está sendo “prejudicada”. Segundo ele, o governo tem usado recursos soteropolitanos para investir também no interior.

Não há detalhes sobre o projeto de construção da maternidade, mas, na campanha, o prefeito prometeu erguer no Subúrbio Ferroviário. Por não cumprir a promessa, o seu principal adversário, o governador Rui Costa (PT), fez duros ataques a ACM Neto.

Sobre a gestão plena dos recursos, o prefeito e o secretário municipal de Saúde, Luiz Galvão, já cobraram ao governo. ACM Neto chegou a dizer que não queria “polemizar” o assunto. No entanto, o chefe da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, não se mostrou muito disposto a atender o pleito municipal.

Comentários