15 de agosto de 2018 às 10:02
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Osid diz que pode suspender atendimento por falta de materiais e alimentos


Publicado em: 29/05/2018 14:08
Por: Correio


As Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) emitiram alerta nesta terça-feira (29) sobre o risco de ter comprometido o atendimento aos pacientes em tratamento em suas unidades a partir da próxima segunda-feira (4). Em nota, a instituição informou que o estoque de insumos necessários para emergências médicas está em nível crítico por causa da falta de abastecimento durante a paralisação dos caminhoneiros que já dura nove dias.

A organização disse que, caso a situação não se normalize nos próximos dias, terá de suspender cirurgias.  “Os estoques da entidade só têm condições de atender a demanda pelos próximos seis dias, resultando em seguida no comprometimento da assistência aos pacientes atualmente internados em seus 954 leitos e na não realização de procedimentos cirúrgicos”, disse a nota.

instituição, que abriga um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do Brasil, com 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano, comunica que seus estoques encontram-se hoje em níveis bastante reduzidos. Faltam os principais medicamentos, incluindo antibióticos, soros e medicação de suporte básico, além de componentes de laboratório, e materiais médico-hospitalares, a exemplo de seringas, gazes, agulhas, esparadrapos, entre outros itens.

Além da falta de medicamentos, a Osid já enfrenta também o desabastecimento de alimentos, como hortifrútis e carnes.

A nota das Obras Sociais Irmã Dulce finaliza com pedido “para a imediata regularização do abastecimento, em prol das milhares de pessoas hoje atendidas diariamente pela instituição”.

Comentários