17 de agosto de 2018 às 08:17
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Museu do Recolhimento dos Humildes promove encontro em parceria com Universidade Federal do Recôncavo


Publicado em: 10/05/2018 12:56
Por:


Mesas redondas, seminários e encontros científicos foram algumas das atividades do encontro universitário ‘V Cultura e Negritude’ realizado na quarta-feira (9), no Museu do Recolhimento dos Humildes, no município de Santo Amaro, espaço cultural que integra a Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Dimus/Ipac), unidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

O evento foi promovido pelo Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (Cecult) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em parceira com o museu, com o objetivo de formação em torno das interfaces entre cultura e negritude, enfocando aspectos relevantes do contexto contemporâneo das relações das lutas étnico raciais. O bailarino Paolo Fonseca, do Balé Teatro Castro Alves (BTCA), e o dançarino Gleidson Anunciação, abriram o encontro, onde os participantes discutiram temas sobre negritude, cultura negra e problemas das comunidades negras.

Museu dos Humildes
(Foto: Ascom/Dimus)

O museu, instalado no Convento de Nossa Senhora da Conceição dos Humildes, foi fundado em junho de 1980. O acervo é composto por imagens sacras delicadamente ornamentadas pelas recolhidas, além de cristais, pratarias, mobiliário, porcelanas, paramentos, rendas e alfaias (objetos litúrgicos).

O espaço mantém 500 peças datadas do século 19 e tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O prédio, localizado na Praça Frei Bento, s/n, é tombado como Patrimônio da Bahia pelo Ipac. No momento, está fechado para visitação em decorrência de reformas que estão sendo executadas pelo Governo do Estado.

Fonte: Ascom/Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac)

Comentários