17 de dezembro de 2018 às 15:56
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Mulheres mostram sua força na Feira Baiana da Agricultura Familiar


Publicado em: 02/12/2018 14:50
Por: Assessoria SDR Foto: divulgação


Mulheres mostram sua força na Feira Baiana da Agricultura Familiar.

Termina neste domingo (02) o maior evento da agricultura familiar do Brasil, a 9ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que acontece no Parque de Exposições de Salvador, em paralelo à 31ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro). O tema desta edição da feira foi “Mulher Rural”

São mais de 270 empreendimentos que estão expondo cerca de dois mil produtos nos 27 “Armazéns da Agricultura Familiar”. Pelas ruas e avenidas que ganharam os nomes de Caatinga, Cerrado, Zona Costeira e Mata Atlântica, e nos auditórios, onde estão sendo realizadas oficinas e palestras, é possível admirar a beleza de agricultoras familiares, de todas as regiões da Bahia, por meio de fotos e painéis espalhados pela feira.

O tema “Mulher Rural” homenageia as mulheres que trabalham no campo, que vêm dando cara e forma para um rural mais humano, inclusivo e produtivo. Em cada “Armazém” é possível encontrar produtos como biscoitos, geleias, banana chips, castanhas, cerveja, cachaça, entre outros. Por trás dessa produção, tem uma história de trabalho, luta e empoderamento das mulheres.

A jovem agricultora Elienai Trindade representa a Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju), localizada em Ribeira do Pombal. Ela possui um quintal produtivo com hortaliças e verduras orgânicas em sua propriedade, também ajuda na produção da cooperativa e é inspiração para outras mulheres da localidade.

Segundo Elienai, ter o apoio do governo faz com que haja mais segurança no que fazem e tudo isso é gratificante: “Este ano foi muito bacana ter a Mulher Rural como tema principal, pois como mulher do campo me sinto prestigiada, valorizada e reconhecida. Nos empodera e nos estimula a continuar com o nosso trabalho, que é feito com muita garra e muito amor, pois somos responsáveis por uma boa parte da produção  agropecuária do nosso estado”.

A presidente da Associação dos Produtores de Leite e Culturas Irrigadas (Proleite), de  Wanderley, Ângela Francisca Pinto, ficou emocionada em ver uma foto sua destacada em um dos painéis da feira: “Essa ação é importante para que as mulheres rurais percebam o quanto são importantes na sociedade. Elas precisam entender o quanto podem contribuir para o crescimento do lugar em que vivem”.

A Feira Baiana de Agricultura Familiar e Economia Solidária é promovida pelo governo estadual, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes).

Comentários