23 de julho de 2019 às 14:48
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

PR de Salvador vai apoiar Bruno Reis em 2020


Publicado em: 11/04/2019 11:58
Por: Henrique Brinco TB Foto: Divulgação


A informação foi confirmada ontem à Tribuna pelo presidente municipal da legenda, deputado federal Abílio Santana (PR).

A executiva do PR de Salvador tende a apoiar o vice-prefeito Bruno Reis (DEM) na corrida eleitoral pela Prefeitura em 2020. A informação foi confirmada ontem à Tribuna pelo presidente municipal da legenda, deputado federal Abílio Santana (PR). “Estarei apoiando quem ACM Neto quiser. Se ele disser ‘apoiarei fulano de tal’, o PR de Salvador estará apoiando esse candidato”, declarou. Indagado, então se essa fala seria uma declaração oficial de apoio do PR a Bruno Reis, Abílio dispara: “Se porventura Bruno Reis for candidato de ACM Neto, com certeza. Se perguntar qual é a minha opinião, deve ser de fato Bruno Reis”.

Quando assumiu a presidência do partido, Abílio declarou que estava com Neto até “debaixo d’água”. O parlamentar, no entanto, foi desautorizado por José Carlos Araújo, presidente do PR Bahia. Questionado sobre o que tem a dizer sobre isso, Abílio alfinetou o correligionário. “Toda minha fala e toda a fala do presidente estadual e do presidente nacional caem por terra quando o estatuto diz o contrário. Somos regidos pelo estatuto. Se eu sou presidente do diretório municipal e alguém vem e diz que não é assim, eu sou presidente do quê? Sou pamonha? Sou um presidente fantoche? Nós somos regidos por leis. Nós somos regidos por um estatuto e os brasileiros pela Constituição. Eu só proferi o que o estatuto me dá direito”, declarou.

Indagado se Irmão Lázaro é pré-candidato em Salvador, Abílio também nega. “Irmão Lázaro é presidente do PR no município de Feira de Santana. Para ele ser de Salvador, tem que transferir o título. Até que se prove ao contrário, ele é filiado em Feira de Santana. Se ele pode sair em alguma coisa municipal, é em Feira de Santana”, assegura, afirmando que vai ser o diretório nacional a dar o veredicto sobre quem será candidato na capital baiana.

BOLSONARO – O deputado federal do PSL se declara apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Abílio, no entanto, não deixou de tecer críticas ao chefe do Palácio do Planalto no centésimo dia de governo. “Eu sou bolsonarista, isso é fato. Eu votei nele e acredito em tudo o que ele prometeu. Antes, porém, algumas coisas que ele prometeu requerem o apoio do parlamento. Mas ele se envolveu em algumas polêmicas e infelizmente isso trouxe desgaste para ele. Tanto que caiu cerca de 30% na opinião pública e está em choque com o parlamento. Agora, eu acredito que daqui há quatro anos tudo pode mudar”.

Ele critica as negociações em torno da aprovação da Reforma da Previdência, principal bandeira da gestão federal. “Sou a favor da Reforma da Previdência, do jeito que ela está não. Acho que ele tem que ser mais ameno, principalmente com o povo da zona rural. Isso é muito regional. Sou a favor, mas do jeito que ele apresentou, absolutamente não. Acredito que a Reforma da Previdência vai passar sim, do contrário ele estará com o mapa traçado pelo PT. Vai passar, mas ele precisa conversar”

Abílio também fez uma defesa enfática da liberação de emendas parlamentares aos deputados. “Veja bem, política é um arte e pouquíssimas pessoas sabem lidar com ela. Sou 100% a favor que haja política e não politicagem. Na cabeça do presidente, ele chama isso de toma lá dá cá. Na minha ótica de enxergar e da de 99% do parlamento, não é toma lá dá cá. É uma política”, ressalta. “Os municípios são favorecidos com essa verba. Na minha opinião, tem que liberar sim.” Sobre o pleito da frente evangélica, da qual ele faz parte entre os 108 deputados, Abílio nega que tenha se reunido com o presidente. “Essa frente não tem o o objetivo de ser favorecido. Essa frente existe para defender a ética, a família e a fé. Não é uma frente mendiga, politiqueira. É de parlamentares evangélicos políticos”.

Comentários