13 de dezembro de 2018 às 04:22
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Governo do Estado terá restos a pagar recorde e vai extinguir empresas e reduzir cargos


Publicado em: 21/11/2018 18:05
Por: AGENCIA DE NOTÍCIAS/ Foto: Divulgação


O governo do Estado vai fechar suas contas em 2018 com um valor de Restos a Pagar bem superior ao do ano passado. O excesso de restos a pagar já anuncia as dificuldades que o governador Rui Costa terá em 2019. Fontes ligadas ao Bahia Econômica, informaram que a Secretaria da Fazenda traçou para o governador um quadro fiscal e financeiro grave para 2019 que inclui, além dos restos a pagar, um déficit da previdência de R$ 4,3 bilhões, despesas com pessoal acima do limite previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal e forte queda no nível de investimento já que o estado, classificado como categoria C no Tesouro Nacional, não poderá contratar novos empréstimos.

Preocupado com o quadro, o governo autorizou a análise de medidas para conter os gastos de pessoal, reduzir o déficit da previdência e otimizar a máquina pública. Entre as medidas em estudo estão a extinção ou transformação em superintendências de empresas como CBPM – Companhia Baiana de Pesquisa Mineral; Conder – Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia; CERB –Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia e a Bahia Pesca. No âmbito da redução do déficit da previdência está decidido a elevação da contribuição previdenciária de servidores, cuja alíquota deve subir de 12% para 14%. Já no relacionado à redução dos gastos com pessoal, além do corte de cargos com a extinção ou a anexação das estatais, está em estudo uma redução dos custos por secretaria, com redução de cargos ou gratificações. Medidas de controle nas folhas de pagamentos e na frequência dos servidores também estão em estudo.

Comentários