16 de outubro de 2018 às 05:42
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Fornecedores da cesta do povo ainda não sabem se vão receber dívida de R$1,2 milhões


Publicado em: 11/05/2018 7:36
Por:


Com o equipamento praticamente entregue a iniciativa privada, fornecedores da Ebal, dona da Cesta do Povo, temem um calote do governo do estado. Desde janeiro, estão sem receber o pagamento por produtos vendidos à Cesta a partir de 2017, cuja dívida soma R$ 1,2 milhão. De acordo com os empresários, eles se reuniram em dezembro de 2016 com o governador Rui Costa para discutir a suspensão do fornecimento por conta de débitos.

Na ocasião Rui prometeu regularizar os novos repasses, mas o acordo foi rompido no início do ano. Para que os empresários voltassem a atender à Cesta do Povo, o governador teria garantido também quitar gradativamente dívidas antigas, estimadas pelo grupo em R$ 50 milhões. Com a venda da Ebal para a iniciativa privada, acham que nada receberão.

A NGV Participações, liderada pelo investidor espanhol, Ignacio Morales, arrematou em leilão o controle acionário da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), pondo fim ao impasse e a alguns adiamentos. O valor do arremate ainda não foi divulgado, mas de acordo com a NGV, 30 das 49 lojas da Cesta do Povo no estado serão mantidas.

O presidente da Associação Baiana dos Supermercados (Abase), Joel Feldman, se associou ao investidor para viabilizar a operação da compra da estatal. “Acreditamos na força da marca, na sua identidade com os baianos. Queremos fortalece-la ainda mais para ser referência no segmento”, explicou Feldman.

Comentários