18 de setembro de 2018 às 14:41
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

“Essa é a eleição do acerto de contas”,diz Joseildo em lançamento de candidatura


Publicado em: 27/08/2018 17:02
Por: Imprensa Joseildo Ramos/ Fotos: Divulgação


Cerca de mil pessoas se reuniram na manhã deste domingo (26), no Tênis Clube de Alagoinhas, no evento de lançamento oficial da candidatura a deputado federal de Joseildo Ramos, que atualmente ocupa uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia e exerce o cargo de Líder da Bancada do Partido dos Trabalhadores (PT). Além da população, lideranças e vereadores de diversos municípios da região, estiveram presentes também a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, os vereadores de Alagoinhas Thor de Ninha e Luciano Sérgio, e os candidatos a deputado estadual Radiovaldo Costa e Osni Cardoso.

Concorrendo pela primeira vez à Câmara Federal, após ser prefeito e deputado estadual, Joseildo fez críticas às recentes votações da reforma trabalhista e PEC do Teto dos Gastos, além do processo de tentativa de privatização de empresas públicas nacionais. “Essa é a eleição do acerto de contas com os carcamanos que, em nosso nome, retiraram direitos duramente conquistados. Vendilhões do templo, esses bandidos que não merecem o voto do trabalhador baiano”, afirmou. “O voto pode brilhar se ele for livre, for consequente e pensar nas futuras gerações”, completou.

 

 

 

 

 

 

Primeira deputada federal a ser eleita pelo Partido dos Trabalhadores da Bahia, a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, afirmou que deixou o cargo para concorrer à prefeitura por compromisso com a população do município. “Fui deputada por dois anos, o suficiente para conhecer o Congresso Nacional. Eu não sairia de lá para cumprir minha missão com o povo se eu não soubesse que iria para o meu lugar alguém tão ‘de com força’ como esse cabra”, afirmou Moema.

Candidato a deputado estadual, ex-vereador de Alagoinhas e dirigente licenciado do Sindipetro, Radiovaldo Costa defendeu a Petrobras, a soberania nacional e denunciou a tentativa de entrega do petróleo nacional a empresas estrangeiras. “A maior riqueza que esse país tem não é ouro, não é ferro, é petróleo. Agora esses pilantras vão para o Congresso para entregar essa riqueza, que é um investimento no nosso futuro, para o capital internacional. E isso acontece, Joseildo, porque nós não temos mais deputados lá como você”, afirmou Radiovaldo.

 

 

Comentários