14 de agosto de 2018 às 16:38
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Escola Cultural de Itabuna realiza atividades artísticas e promove integração com a comunidade


Publicado em: 29/05/2018 6:53
Por: Secom - Secretaria de comunicação social


Como mais uma ação do projeto Escolas Culturais, o Colégio Modelo de Itabuna abriu as portas para a comunidade, neste domingo (28), para uma série de atividades, que promovem o protagonismo estudantil, bem como a arte e a cultura na região. Estudantes, professores e as famílias participaram do projeto ‘Sarau pôr-do-sol’, das 15h às 18h. A programação incluiu apresentações de teatro, dança, poesia e de capoeira, além de exposição de artes plásticas e do festival de tortas.

O estudante de Biologia Diorleno Santos destacou a importância da iniciativa. “Além de fazer a comunidade sentir-se parte integrante da escola, atividades desse tipo integram alunos de todos os turnos e proporcionam mais opções de cultura e lazer, que contribuem no processo educacional”. A bailarina e professora Milena Araujo comentou que “o sarau oportunizou uma diversidade de habilidades, onde visitantes e estudantes se encaixaram em suas áreas especificas como protagonistas”.

Já a diretora do Colégio Modelo, Ednailza Miranda, ressaltou que o projeto Escolas Culturais “vem contribuindo para elevar a autoestima e proporcionar novas perspectivas pessoais e profissionais aos alunos, que se envolveram com muito entusiasmo no projeto”.

Escolas Culturais 

Em Itabuna, o projeto Escolas Culturais foi lançado pelo Governo do Estado no dia 27 de julho de 2017. A proposta é fortalecer e dinamizar o ambiente escolar, por meio da cultura, em benefício da comunidade. Desde então, o Colégio Modelo de Itabuna tem realizado diversas atividades que integram a escola e a comunidade, potencializando as práticas e os projetos estruturantes de arte e cultura que já eram realizados na unidade escolar.

Além de Itabuna, o projeto já foi implantado em Juazeiro, Gandu, Bom Jesus da Lapa, Feira de Santana, Itaberaba, Teixeira de Freitas, Guanambi, Seabra, Ipiaú e Irecê. As escolas que recebem o projeto estão sendo requalificadas para o desenvolvimento de ações pedagógicas voltadas para dança, música, literatura, inovação, audiovisual e empreendedorismo.

O projeto é resultado de parceria entre as secretarias estaduais da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil.

Comentários