22 de março de 2019 às 17:42
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Consórcio apresenta proposta de reativação do Enseada Paraguaçu


Publicado em: 13/03/2019 7:07
Por: Ascom SDE Foto: Divulgação


O retorno das atividades no Estaleiro Enseada Paraguaçu, em Maragogipe, no Recôncavo Baiano, pode ser viabilizado pelo projeto apresentado na tarde desta terça-feira (12), em reunião nas dependências do Senai Cimatec, em Salvador. A proposta é uma das quatro concorrentes de uma licitação lançada pela Marinha do Brasil e a única que visa à construção e manutenção de navios de guerra em solo baiano.

O vice-governador e titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), João Leão, participou do encontro. “Estamos dando todo o suporte possível e torcendo para que a proposta que pretende usar o Estaleiro vença. É uma estrutura que reuniu um investimento de R$ 3 bilhões e hoje está parada. Precisamos voltar a ver três, quatro mil pessoas trabalhando e, para isso, estamos apoiando essa iniciativa, junto com a Federação das Indústrias da Bahia”, garantiu Leão.

Projeto – Uma das quatro propostas ainda no páreo, o projeto detalha a construção de quatro corvetas classe Tamandaré, nas dependências da Enseada, e foi elaborado pela Consórcio Villegagnon – composto pela Naval Group, Mectron e pelo grupo baiano Estaleiro Enseada. A proposta é a única concorrente da licitação que conta com uma organização da Bahia e que prevê as atividades dentro do território estadual.

A retomada das operações no Estaleiro, por meio do projeto pensado para a Marinha do Brasil, engloba, além da construção, a manutenção das embarcações. Estima-se que a licitação envolva investimentos da ordem de US$ 2 milhões. A divulgação do resultado está prevista para o próximo dia 22

Comentários