22 de março de 2019 às 17:47
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Bandeira assinada vira símbolo da resistência à ditadura Maduro


Publicado em: 10/03/2019 17:22
Por: Redação Produção de Dado Galvão| Foto: Divulgação


Depois de três anos em território venezuelano, a bandeira abaixo-assinado do MERCOSUL, enviada pelo documentalista brasileiro Dado Galvão para o jornalista venezuelano Carlos Javier, em 2015, retornou ao Brasil (18/6/2018), por meio do correio postal, com assinaturas de vítimas da repressão, presos políticos, familiares de ativistas que estão presos, defensores dos direitos humanos, deputados, estudantes, religiosos e líderes comunitários.

Assinaram a bandeira o então deputado Juan Guaidó, hoje presidente encarregado da Venezuela, Leopoldo López (preso politico), Lilian Tintori, Maria Corina Machado, refugiados venezuelanos que vivem no estado da Bahia e no Uruguai, parlamentares do Mercosul, e até mesmo o sambista Martinho da Vila. 

Em maio de 2018, uma das ações da missão foi motivar os alunos da Escola Estadual Luís Eduardo Magalhães, a escreverem cartas de apoio direcionadas aos imigrantes e refugiados venezuelanos que estão em Roraima. As cartas foram entregues em junho/2018, aos refugiados venezuelanos que vivem em Roraima, ao receber uma carta os refugiados eram convidados a escrever outra carta para os parlamentares do Parlasul.

Dado Galvão e o fotógrafo Arlen Cezar, viajaram em setembro/2018, para Montevidéu/Uruguai, onde entregaram aos parlamentares do Parlasul (Parlamento do Mercosul), cartas escritas por refugiados venezuelanos que vivem em Salvador (Bahia), Boa Vista, Pacaraima (fronteira Brasil-Venezuela) no estado de Roraima, como parte das ações da Missão Ushuaia, Venezuela.

O trabalho de ativismo está sendo documentado para construção de um documentário dentro das ações culturais e humanitárias da Missão Ushuaia, Venezuela, que busca promover a cidadania Mercosul e reivindicar o respeito ao Protocolo de Ushuaia, assinado pela Venezuela, no marco de sua entrada no Mercosul, onde se comprometeu a respeitar os Direitos humanos e liberdades democráticas. A Venezuela foi suspensa do Mercosul, em agosto de 2017.

Dias 1 e 2 de maio, a bandeira abaixo-assinado do Mercosul, será levada para Boa vista e Pacaraima, no estado de Roraima, onde refugiados e migrantes venezuelanos poderão deixar sua mensagem na bandeira. Os integrantes da missão pretendem entregar em território venezuelano ao presidente encarregado da Venezuela, Juan Guaidó, a bandeira do Mercosul.

Tramita no PARLASUL, projeto do parlamentar argentino Humberto Benedetto que declara Missão Ushuaia de interesse cultural e humanitário, a declaração foi aprovada na Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Desportes do Parlasul e será votada em plenário no dia 12 de março. Saiba mais sobre a missão em: www.MissaoUshuaia.org

Para entender mais sobre a missão assista ao vídeo produzido pela Agência de noticias do Parlasul : https://youtu.be/6OUJWw99nkk

Fonte: (COLUNA ESPLANADA) https://www.colunaesplanada.com.br/bandeira-assinada-vira-simbolo-da-resistencia-a-ditadura-maduro/

Comentários