16 de novembro de 2018 às 07:50
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Alianças de Bolsonaro na Bahia unem prefeito impopular e vereador polêmico, diz jornal


Publicado em: 26/08/2018 20:41
Por: Folha de São Paulo/Foto: Divulgação


O jornal Folha de São Paulo destaca na sua edição de domingo a esdruxula aliança firmadas pelo PSL na Bahia que levou para o palanque do presidenciável Jair Bolsonaro um impopular ex-prefeito de Salvador e um vereador com histórico de atritos com a Polícia Militar e que é defensor da legalização da maconha. O jornal destaca as diferenças entre o ex-prefeito de Salvador João Henrique Carneiro (PRTB), evangélico, e o vereador e cantor de pagode Igor Kannário (PHS), que disputa uma vaga de deputado federal na mesma coligação.

Kannário  afirma ser um defensor da legalização da maconha —bandeira que vai na direção oposta em relação a propostas defendidas por Bolsonaro e seus correligionários. Prefeito de 2005 a 2012, João Henrique deixou a prefeitura com quatro contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios. Impopular, ele não lançou nenhum candidato a sua sucessão. A aliança na Bahia foi firmada depois que o PSL coligou-se nacionalmente com o PRTB, que indicou o general Hamilton Mourão como vice de Bolsonaro. O PSL da Bahia, contudo, diz que não apoiará o ex-prefeito.

Comentários