23 de setembro de 2018 às 20:57
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Agentes da Transalvador realizam assembleia e não descartam paralisação


Publicado em: 09/05/2018 9:46
Por:


Após a Câmara de Vereadores decidir, através do Colégio de Líderes, na tarde de terça-feira (8), não colocar o Projeto de Lei nº 368/15 – que autoriza o uso de armamento não letal pelos agentes de Trânsito – em votação na sessão desta quarta-feira (9), os servidores da Transalvador se reúnem em nova assembleia.

Nesta manhã, no Pátio da GTRAN, a categoria delibera sobre o aumento do número de agressões contra os servidores que atuam nas ruas. De acordo com os representantes da categoria, não está descartada uma paralisação até que a situação da segurança dos agentes seja solucionada.

“O que desejamos é continuar cumprindo nossas funções com o mínimo de segurança possível e para isso, necessitamos que o Projeto de Lei 368/15, que trata da utilização de armamento não letal pelos agentes de Trânsito e Transporte, seja pautado e aprovado”, diz o presidente da Astram, André Camilo, em nome de 994 agentes.

Dados da Astram apontam que foram 40 casos no ano passado. Em 2018, 17 agentes sofreram agressões – quatro nos últimos 10 dias.

Comentários