11 de dezembro de 2018 às 18:22
Escolha seu idioma:
CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Programa Cerrado implanta viveiros comunitários no oeste


Publicado em: 21/05/2018 14:05
Por: Secom - Secretaria de comunicação social


A Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) realizam, entre os dias 23 e 30 de maio, novas ações ambientais que vão beneficiar os municípios de Barreiras, São Desidério, Luis Eduardo Magalhães, Jaborandi e Correntina. As ações integram o Programa Cerrado, e terão como destaque a entrega de dois viveiros comunitários nos municípios de Correntina e Jaborandi, realização de oficinas de viveirismo, entrega qualificada de materiais didáticos de educação ambiental e lançamento de vídeo documentários sobre as experiências socioambientais mapeadas pelo Programa Cerrado na região.

A agenda será iniciada em Correntina, dia 23, às 17h, na Feira da Agricultura Familiar, onde haverá o lançamento oficial do vídeo documentário do Programa Cerrado e do vídeo Saberes e Práticas: Tecendo Experiências Socioambientais no Cerrado Baiano, que apresentará algumas das 61 experiências mapeadas nos 8 municípios do Programa Cerrado. A exibição acontece em praça pública com intuito de dar visibilidade e valorizar as ações, os atores locais e as experiências mapeadas. “Nosso objetivo é renovar os compromissos para a parceria, dando sustentabilidade e continuidade aos projetos ambientais implantados”, explica o diretor de Políticas de Biodiversidade e Florestas da Sema, Murilo Figueredo.

Viveiros comunitários – Nos dias seguintes, ainda em Correntina, território da Bacia do Rio do Corrente, será implantado um novo viveiro comunitário, através da oficina Viveirismo: Planejamento e Gestão de Viveiros, na comunidade de Brejo Verde. Em seguida, a partir do dia 27, a mesma agenda acontecerá no município de Jaborandi, com a implantação do viveiro comunitário na comunidade Boca Negra. O propósito é capacitar 80 agricultores familiares no planejamento, construção e gerenciamento de viveiros comunitários, que devem produzir insumos para a recuperação de áreas degradadas e gerar renda para as comunidades. Em momento posterior, mais um viveiro será implantado em Correntina, na comunidade de Salto, e oito no município de Cocos.

Publicações – A agenda será finalizada dia 30, em Barreiras, quando serão realizadas entregas qualificadas de materiais didáticos para os municípios de São Desidério, Luis Eduardo Magalhães e Barreiras. Em Correntina e Jaborandi, os materiais serão entregues diretamente nas comunidades. São seis títulos do Programa Cerrado que têm o objetivo de qualificar ações municipais, territoriais, de colegiados, comitês, associações e demais públicos com práticas rurais alternativas ao uso do fogo, agroecologia, recuperação de áreas degradadas, sociobiodiversidade e proteção ao recurso hídrico. As publicações trazem conteúdos técnicos e pedagógicos para multiplicadores, educadores, agricultores, lideranças e demais interessados e têm a função de democratizar as informações socioambientais no estado da Bahia. Os materiais também estão acessíveis para download gratuito no site da Sema.

O Programa Cerrado é fruto de uma parceria entre o Governo Brasileiro e o Reino Unido, sendo o Estado da Bahia beneficiário do Acordo de Doação firmado entre Banco Mundial (BIRD) e a Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM), com aporte de recursos doados pelo Department for Environment, Foodand Rural Affairs (DEFRA), órgão do Reino Unido. A Sema é responsável pela coordenação geral do projeto, cuja execução ocorre em parceria com o Inema, sob a supervisão do Ministério do Meio Ambiente.

Comentários